Estado falha apoio a precários desprotegidos na pandemia

  • ECO
  • 23 Dezembro 2020

O Estado está a falhar o apoio a milhares de precários desprotegidos na pandemia. Depois de centenas de queixas por causa das pendências na Segurança Social, o dinheiro deverá começar a chegar.

O apoio destinado aos trabalhadores por recibo verde e outros trabalhadores precários sem proteção social, criado por causa da pandemia, tem milhares de pedidos pendentes na Segurança Social.

A situação é denunciada pelo Jornal de Notícias (acesso condicionado), referente ao designado “Apoio Extraordinário de Proteção Social para Trabalhador”. Há milhares de portugueses nesta situação à espera de seguimento do processo e há quem não receba um cêntimo desde julho, assegura o jornal.

Na terça-feira, porém, terá havido um desenvolvimento. Depois de centenas de queixas à provedora de Justiça, a grupos parlamentares e a órgãos de comunicação social, o Governo assegurou que serão feitas duas transferências até ao fim do ano. O jornal salienta que já esta quarta-feira serão pagos apoios a 17.500 beneficiários, num montante de 7,6 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado falha apoio a precários desprotegidos na pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião