Nestes 34 concelhos, cai o recolher obrigatório às 13h. Mas há 109 de alto risco

Entra esta quinta-feira em vigor o novo estado de emergência, que conta com 109 concelhos nos dois níveis de risco mais elevados.

Na revisão da lista de concelhos feita pelo Governo, há 34 que deixaram de estar nos dois níveis de risco mais elevado, deixando assim de estar sujeitos a medidas como o recolher obrigatório às 13h nos fins de semana, como é o caso de Loures ou Aveiro. Contudo, continuam a ser 109 os concelhos de risco muito elevado ou extremo.

A nova lista, apresentada pelo Governo na semana passada, entra em vigor esta quinta-feira, o primeiro dia do novo estado de emergência. Este estado vai decorrer até dia 7 de janeiro.

Há 29 concelhos, que deixaram de estar abrangidos pelos dois níveis mais elevados, ou seja, que têm menos de 480 casos por 100 mil habitantes, onde deixa assim de existir o recolher obrigatório aos fins de semana às 13h. Ficam, no entanto, no nível elevado, onde continua a verificar-se a proibição de circulação na rua entre as 23h e as 5h.

  • Alandroal
  • Alcanena
  • Alijó
  • Aveiro
  • Belmonte
  • Cabeceiras de Basto
  • Cantanhede
  • Cartaxo
  • Castelo de Paiva
  • Celorico de Basto
  • Condeixa-a-Nova
  • Covilhã
  • Figueira da Foz
  • Gouveia
  • Loures
  • Macedo de Cavaleiros
  • Manteigas
  • Mirandela
  • Nisa
  • Oliveira do Bairro
  • Rio Maior
  • Sátão
  • Soure
  • Tarouca
  • Torres Vedras
  • Vale de Cambra
  • Valença
  • Viana do Castelo
  • Vizela

Já outros cinco concelhos passaram de ter uma incidência do vírus muito elevada ou extrema, no início do mês, para agora se fixarem no nível de risco moderado, onde vigoram as medidas mais básicas, aplicadas a todo o território continental. São eles:

  • Arcos de Valdevez
  • Cuba
  • Pampilhosa da Serra
  • Sardoal
  • Vila Nova de Paiva

Apesar destes concelhos terem deixado de estar nos níveis mais elevados, existe uma série de medidas comuns a todo o país, definidas para a época do Natal e do Ano Novo. No Natal não existirá proibição de circulação entre concelhos e o recolher é às 2h nos dias 24 e 25, e às 23h no dia 26. Já no Ano Novo as restrições são mais apertadas, sendo que não se pode circular entre concelhos e há recolher às 23h dia 31 e às 13h nos dias 1,2 e 3.

Atualmente, há 77 concelhos de risco moderado, o mais baixo de todos, sendo que anteriormente eram 73. Já no nível de risco elevado contam-se 92 municípios, o mesmo que na lista antiga. São 79 aqueles onde o risco é muito elevado, menos um do que no início do mês, e 30 concelhos em risco extremo de contágio, menos cinco.

Estes são os concelhos de risco muito elevado, onde se contam mais de 480 casos por 100 mil habitantes:

  1. Águeda
  2. Albergaria-a-Velha
  3. Alenquer
  4. Alfândega da Fé
  5. Almada
  6. Almeida
  7. Amarante
  8. Amares
  9. Anadia
  10. Ansião
  11. Arouca
  12. Azambuja
  13. Baião
  14. Barreiro
  15. Boticas
  16. Braga
  17. Caminha
  18. Castelo Branco
  19. Chamusca
  20. Cinfães
  21. Espinho
  22. Estarreja
  23. Évora
  24. Fafe
  25. Felgueiras
  26. Figueira de Castelo Rodrigo
  27. Figueiró dos Vinhos
  28. Freixo de Espada à Cinta
  29. Gondomar
  30. Grândola
  31. Guarda
  32. Idanha-a-Nova
  33. Ílhavo
  34. Lamego
  35. Lisboa
  36. Lousada
  37. Maia
  38. Marco de Canaveses
  39. Matosinhos
  40. Mealhada
  41. Mértola
  42. Mesão Frio
  43. Miranda do Corvo
  44. Miranda do Douro
  45. Moita
  46. Monção
  47. Montalegre
  48. Montemor-o-Novo
  49. Montijo
  50. Murça
  51. Murtosa
  52. Nelas
  53. Oliveira do Hospital
  54. Ovar
  55. Paços de Ferreira
  56. Paredes
  57. Penacova
  58. Penafiel
  59. Peso da Régua
  60. Ponte da Barca
  61. Ponte de Lima
  62. Portalegre
  63. Porto
  64. Porto de Mós
  65. Resende
  66. Sabugal
  67. Santa Maria da Feira
  68. Santo Tirso
  69. São João da Madeira
  70. Seia
  71. Sernancelhe
  72. Serpa
  73. Terras de Bouro
  74. Torre de Moncorvo
  75. Valongo
  76. Vila Nova de Gaia
  77. Vila Real
  78. Vila Verde
  79. Viseu

E estes são aqueles de risco extremo, ou seja, com uma incidência do vírus superior a 960 casos por 100 mil habitantes:

  1. Aguiar da Beira
  2. Alter do Chão
  3. Armamar
  4. Barcelos
  5. Bragança
  6. Castelo de Vide
  7. Chaves
  8. Crato
  9. Esposende
  10. Gavião
  11. Guimarães
  12. Marvão
  13. Mondim de Basto
  14. Monforte
  15. Mortágua
  16. Mourão
  17. Oliveira de Azeméis
  18. Penamacor
  19. Pinhel
  20. Póvoa de Lanhoso
  21. Póvoa de Varzim
  22. Santa Marta de Penaguião
  23. Tabuaço
  24. Trofa
  25. Valpaços
  26. Vieira do Minho
  27. Vila do Conde
  28. Vila Nova de Famalicão
  29. Vila Pouca de Aguiar
  30. Vimioso

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nestes 34 concelhos, cai o recolher obrigatório às 13h. Mas há 109 de alto risco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião