“Apelaria ao bom senso de não haver aumentos”, diz Marcelo sobre salários da TAP

Em entrevista à RTP, o chefe de Estado explicou que pediu justificações ao Governo sobre o caso dos aumentos salariais na TAP.

O Governo justificou ao presidente Marcelo Rebelo de Sousa os aumentos salariais na TAP, incluindo a duplicação do salário de Ramiro Sequeira quando assumiu funções de CEO. Apesar de o chefe de Estado considerar que o “bom senso” determina que não se aumentassem salários, sublinha que o caso é isolado. Ainda assim, alerta o Governo que “em política, a perceção é importante”.

Apelaria ao bom senso de não haver aumentos“, respondeu Marcelo Rebelo de Sousa quando questionado sobre a TAP, em entrevista à RTP, na condição de candidato presidencial. Em causa está o aumento do salário de Ramiro Sequeira para 35 mil euros (de 17 mil de chief operating officer), segundo avançou o ECO.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação Pedro Nuno Santos clarificou, esta terça-feira, que o aumento resulta de uma acumulação das funções anteriores com as novas. O presidente explicou ter falado o Governo sobre o assunto, que lhe explicou exatamente a acumulação de cargos, bem como que Sequeira fica a receber 33% abaixo do antecessor, Antonoaldo Neves.

É preciso que genericamente haja bom senso nestes casos. Mas um caso pontual é uma situação diferente do geral”, apontou, mas alertou: “nestes casos é preciso dar o exemplo”. Elogiou, ainda assim, a atitude de Miguel Frasquilho de abdicar do aumento que também recebeu (neste caso para 13,5 mil euros, dos anteriores 12 mil).

Em política, o que parece é. A perceção é fundamental. É preciso atenção“, respondeu o presidente quando questionado sobre se discordou da decisão do Governo, que, mesmo não estando na comissão de vencimentos, validou as revisões salariais. “Deve fazer-se mais para a perceção ser melhor”, acrescentou, apontando a possibilidade de voltar a ser negociada uma parceria com a Lufthansa como a que estava em cima da mesa em fevereiro, antes da pandemia.

(Notícia atualizada às 21h35)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Apelaria ao bom senso de não haver aumentos”, diz Marcelo sobre salários da TAP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião