BCP valoriza mais de 1% e evita perdas maiores na bolsa nacional

A praça lisboeta arrancou a terceira sessão da semana em "terreno negativo", com apenas quatro das cotadas do PSI-20 a negociar acima da linha de água.

Depois de cinco sessões consecutivas em “terreno positivo”, Lisboa arrancou as negociações desta quarta-feira abaixo da linha de água. Entre as cotadas do PSI-20, apenas quatro estão a valorizar, com destaque para o BCP, cujos títulos somam mais de 1%, evitando maiores perdas na bolsa nacional.

Na sessão desta quarta-feira, o PSI-20 desvaloriza 0,15% para 4.924,420 pontos. Lisboa segue, assim, a tendência registada nas demais praças do Velho Continente, com o alemão Dax a cair 0,05%, o francês CAC 40 a recuar 0,19% e o espanhol Ibex preso na linha de água.

O britânico FTSE contraria e valoriza 0,11%, no dia em que o Reino Unido aprovou a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca. Esta é a segunda vacina a entrar no programa de imunização britânico contra o novo coronavírus.

A aprovação da nova vacina também está a beneficiar o Euro, que está em máximos de 2018. Na sessão desta quarta-feira, a moeda está a equivaler 1,2295 dólares, o valor mais alto desde março de 2018.

Por cá, destaque para as papeleiras, com os títulos da Semapa a recuarem 1,2% para 9,03 euros, os da Navigator a caírem 0,48% para 2,512 euros e os da Altri presos na linha de água.

Na energia, os títulos da EDP Renováveis desvalorizam 0,65% para 22,85 euros e os da Galp descem 0,05% para 8,756 euros, enquanto os da EDP valorizam 0,08% para 5,26 euros.

A liderar as perdas na praça nacional estão as ações da Ibersol, que afundam 4,44% para 5,16 euros. Em contraste, os títulos do BCP são os que mais sobem, na sessão desta quarta-feira. Valorizam 1,14% para 0,1241 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP valoriza mais de 1% e evita perdas maiores na bolsa nacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião