Com metade dos alojamento fechados, receitas turísticas caíram 80% em novembro

Portugal recebeu apenas 440.700 mil hóspedes em novembro, o equivalente a uma redução de 76%. Cenário de perdas foi comprovado pela descida de 80% nas receitas.

Novembro continuou a mostrar o mau momento que o turismo está a passar devido à pandemia. Por Portugal passaram apenas 440.700 hóspedes, o equivalente a uma redução de 76% face ao mesmo mês do ano passado, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Cerca de metade dos alojamentos turísticos estiveram de portas fechadas ou sem receber hóspedes, fazendo com as receitas tenha caído 80%.

Em novembro, os alojamentos turísticos nacionais receberam 440.700 hóspedes, num total de 1,1 milhões de dormidas, o equivalente a diminuições de 76% e 74,2%, respetivamente. Estas variações são ainda mais acentuadas do que as vistas em outubro (-58,8% e -61,5%, respetivamente), refere o INE.

A maioria das dormidas registadas em novembro diz respeito a residentes em Portugal — 539.700 –, em comparação com as apenas 400.500 dos turistas estrangeiros. Mas tanto o número de turistas nacionais como de internacionais caiu: os residentes no país diminuíram 62,7% para 289.900, enquanto os estrangeiros foram menos 88%, totalizando 117.200.

Estes números refletem bem o fraco momento que o turismo está a passar devido à pandemia. De acordo com os dados do INE, em novembro, 46,9% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes (33,4% em outubro).

Evolução das dormidas nos estabelecimentos turísticos nacionais até novembro

Dormidas nos estabelecimentos de alojamento turístico. Fonte: INE, taxas de variação homóloga mensaisINE

O Alentejo continuou a apresentar a menor diminuição no número de dormidas face ao mês homólogo, refere o INE, com uma descida de 55,4% (-49,7% no caso dos residentes e -68,4% no de não residentes). A maior descida, por sua vez, foi observada na Área Metropolitana de Lisboa e no Norte, onde as dormidas caíram 83,6% e 77%, respetivamente.

No que diz respeito aos turistas estrangeiros, a diminuição dos principais mercados emissores supera os 60%. Aqui, destacam-se os hóspedes irlandeses e norte-americanos, que diminuíram 89,7% e 87,4%, respetivamente. Destaque ainda para os chineses (-81,9%).

(Notícia atualizada às 11h40 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Com metade dos alojamento fechados, receitas turísticas caíram 80% em novembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião