Portugal teve a 3.ª maior queda de vendas de automóveis da UE

  • Lusa e ECO
  • 19 Janeiro 2021

Medidas tomadas contra a pandemia tiveram um impacto sem precedentes nas vendas de automóveis na União Europeia, diz a ACEA.

A venda de automóveis na Europa registaram uma queda “sem precedentes” no ano de 2020 marcado pela pandemia de Covid-19, caindo para menos de dez milhões de veículos, diz a associação de fabricantes europeus (ACEA). Portugal foi o terceiro mercado que mais sofreu.

“O mercado de automóveis de passageiros entrou em colapso [caindo] 23,7% para 9.942.509 veículos como resultado da pandemia“, menos três milhões do que em 2019, apontou a ACEA, numa declaração.

Este é o valor mais baixo desde que os registos começaram a ser feitos em 1990.

“As medidas tomadas contra a pandemia – incluindo a contenção rigorosa e outras restrições ao longo do ano – tiveram um impacto sem precedentes nas vendas de automóveis na União Europeia“, lê-se na mesma nota.

No entanto, após uma primavera desastrosa e vários meses de altos e baixos, dezembro foi um dos melhores meses do ano, com uma queda de apenas 3,3%.

Ao longo do ano, “todos os 27 mercados da União Europeia registaram quedas de dois dígitos”, salienta a ACEA.

Entre os maiores mercados, Espanha registou a maior queda (-32,3%), seguida pela Itália (-27,9%), França (-25,5%), Polónia (-22,9%) e Bélgica (-21,5%). Em Portugal, as vendas caíram 35%, o terceiro pior registo na região, apenas superado por Chipre e Bulgária.

Também a Alemanha, o maior mercado da Europa, teve uma quebra de vendas (-19,1%), tal como os Países Baixos (-19,5%).

No Reino Unido, agora separado da União Europeia pelo Brexit, as vendas caíram 29,4%, de acordo com a ACEA.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal teve a 3.ª maior queda de vendas de automóveis da UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião