Yellen ataca atividades ilícitas com criptomoedas e pressiona cotações

A nomeada de Joe Biden como secretária do Tesouro mostrou preocupação com o uso de criptomoedas para atividades ilícitas e apelou a regulamentação por parte do Congresso.

Janet Yellen, ex-presidente da Fed e nomeada de Joe Biden como secretária do Tesouro dos EUA, sugeriu que o Congresso deve “cortar” o uso de criptomoedas no país, apontando para preocupações de que estes ativos — como a bitcoin — sejam “principalmente” usados para atividades ilegais.

Durante uma audição no Senado esta terça-feira, questionada sobre os eventuais perigos de terroristas usarem as criptomoedas, Janet Yellen respondeu: “Temos de garantir que os nossos métodos para lidar com estes assuntos, com o financiamento do terrorismo, mudam com a mudança da tecnologia. As criptomoedas são uma preocupação particular. Creio que muitas são usadas — pelo menos no sentido de transação — principalmente para financiamentos ilícitos”, respondeu.

De seguida, a ex-presidente da Fed acrescentou: “Julgo que temos mesmo de analisar formas em como podemos reduzir o uso [de criptomoedas] e garantir que o branqueamento de capitais não acontece através destes canais.”

Os comentários de Yellen, reportados pelo Business Insider, sugerem uma atitude mais hostil da nova Administração Biden face o fenómeno das criptomoedas. Pode ainda estar na base da queda dos preços das moedas virtuais esta quarta-feira: a bitcoin desvaloriza 7,07%, para 34.632,81 dólares; o Ethereum recua 12,74% e a Litecoin perde 13,80%.

Ao longo dos anos, a negociação de criptomoedas como a bitcoin tem sido relativamente livre em todo o mundo, com o modelo descentralizado destes ativos a mostrar-se um desafio para os reguladores. Desde o final do ano passado que a bitcoin e o mercado de criptoativos no geral tem vindo a atingir valorizações recorde, atraindo novamente a atenção dos supervisores depois do boom de 2017.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Yellen ataca atividades ilícitas com criptomoedas e pressiona cotações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião