De “Presidente de centro direita” a “conservador mais de esquerda”. A vitória de Marcelo na imprensa internacional

Foram muitos os jornais que noticiaram a reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa como Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República com mais de 60% dos votos e foram muitos os jornais internacionais que não deixaram passar o momento em branco. Leitores em Espanha, França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Brasil e até nos Estados Unidos podem ler sobre esta vitória. “Presidente cessante” foi o termo mais usado, mas houve quem lhe chamasse “Presidente de centro direita” e até “conservador mais de esquerda”.

“Portugal desafia a pandemia e reelege Marcelo Rebelo de Sousa como Presidente”, escreve o jornal espanhol El País, que sublinha o dia “atípico” em que estas eleições aconteceram, a ida de Marcelo a Celorico de Basto para votar e ainda a “figura anómala” de André Ventura. Mas é também o El País que se refere a Marcelo como o “conservador mais de esquerdas” do país, numa espécie de biografia daquele que é “o político mais popular” de Portugal.

Em França, o jornal Le Fígaro apelida Marcelo de “conservador moderado”, que “se tornou famoso como comentador político”. Já o italiano La Repubblica escreve que Marcelo “não é uma expressão da maioria governante, mas da formação da oposição conservadora”. No Reino Unido, o The Guardian afirma que “o Presidente da centro-direita foi reeleito, mas a extrema-direita ganha terreno”.

O jornal alemão Der Tagesspiegel fala numa “vitória triunfante”, enquanto do outro lado do oceano o brasileiro Folha de S. Paulo diz que Marcelo “confirma o favoritismo”. Nos Estados Unidos Marcelo também mereceu destaque, com o The New York Times a dar destaque ao facto de André Ventura ter alcançado a terceira posição: Portugal já se destacou na Europa por não ter uma presença real de extrema-direita na política. Esses dias parecem ter acabado”.

Percorra a galeria de imagens para ver as notícias da imprensa internacional

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

De “Presidente de centro direita” a “conservador mais de esquerda”. A vitória de Marcelo na imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião