Janeiro de 2021 bateu todos os recordes de consumo de eletricidade em Portugal

A REN revela que em janeiro 66,3% do consumo nacional foi abastecido com produção renovável, repartida por hídrica com 30,6%, eólica com 28,7%, biomassa 5,5% e fotovoltaica 1,5%.

De acordo com os dados divulgados pela REN esta segunda-feira, o consumo de energia elétrica registou, no mês de janeiro de 2021, o valor mensal mais elevado de sempre. O crescimento homólogo, face a 2020, foi de 2,7%, com uma primeira quinzena do ano muito forte em consumo de eletricidade devido às temperaturas anormalmente baixas e uma segunda quinzena já em queda, com o novo confinamento no país.

No entanto, com correção de temperatura e número de dias úteis, o consumo de energia elétrica contraiu 1,8% por comparação a janeiro do ano passado.

A REN revela que em janeiro 66,3% do consumo nacional foi abastecido com produção renovável, repartida por hídrica com 30,6%, eólica com 28,7%, biomassa 5,5% e fotovoltaica 1,5%, enquanto a produção não renovável abasteceu 28,1%, repartida por gás natural com 24,1%, carvão com 3,6% e outras fontes não renováveis com 0,4%. O saldo de trocas com o estrangeiro foi responsável pelos restantes 5,6% do consumo nacional.

As afluências aos aproveitamentos hidroelétricos estiveram próximas dos valores normais para este mês, com o índice de produtibilidade a situar-se em 0,97 (média histórica igual a 1), enquanto nas eólicas se verificou um regime muito favorável com o índice de produtibilidade a registar 1,09 (média histórica igual a 1).

No mercado de gás natural, o consumo foi mais intenso na primeira quinzena do mês, por causa do frio, tendo-se registado máximos históricos de consumo no sistema nacional, e menos na segunda quinzena do mês, altura em que se iniciou novo confinamento.

No final do mês o consumo total de gás natural registou uma variação homóloga negativa em 11,6%, prejudicado pela redução de 34% verificada no mercado elétrico, enquanto no segmento convencional se registou um crescimento de 1,9%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Janeiro de 2021 bateu todos os recordes de consumo de eletricidade em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião