Amesterdão já é a maior praça financeira da Europa

A bolsa de Amesterdão ultrapassou Londres em janeiro, registando um cerca de quatro vezes mais volume de negociações diário do que nos mês anterior. Consumação do Brexit explica o fenómeno.

A bolsa de Amesterdão destronou Londres e alcançou o estatuto de maior hub de negociação de ativos financeiros da Europa. Em média, 9,2 mil milhões de dólares foram transacionados por dia na Euronext Amsterdam e nos ramos holandeses da CBOE Europe e da Turquoise em janeiro, contra 8,6 mil milhões na praça britânica.

A notícia foi avançada pelo Financial Times (acesso pago), que cita dados da CBOE Europe. Os volumes para a praça de Amesterdão representam um crescimento expressivo — quase quatro vezes mais do que em dezembro de 2020 –, enquanto o volume de negociações em Londres caiu significativamente, refere o jornal financeiro.

Esta ascensão é explicada com o fim do período de transição do Brexit a 31 de dezembro de 2020, que consumou a rutura do Reino Unido com a União Europeia. As instituições financeiras da União Europeia estão agora impedidas de transacionar na bolsa de Londres, uma vez que Bruxelas não reconhece a praça britânica como tendo a mesma supervisão do que as suas, explica o FT.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Amesterdão já é a maior praça financeira da Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião