Rio admite que “há uns meses, teria sido melhor liquidar” TAP

  • ECO
  • 18 Fevereiro 2021

O presidente do PSD defende que o Governo fez um "erro crasso" com a primeira nacionalização da TAP, e se encontra agora com um "monstro ao colo".

O presidente do PSD diz que começa a não ter dúvidas que teria sido melhor, há alguns meses, liquidar a TAP do que o resgate delineado pelo Governo. Rui Rio argumenta que o Executivo cometeu um “erro crasso” com o reforço da participação acionista na companhia aérea e que agora está com um “monstro ao colo.”

“Sou muito cético em relação à TAP. O Governo faz erro crasso com a nacionalização”, nomeadamente da primeira vez, quando passou a ter 50% mas sem “mandar nada” sublinhou o líder social-democrata, em entrevista à Rádio Observador (acesso livre). Questionado sobre se era melhor liquidar a companhia aérea, Rio reitera que hoje começa a “não ter duvidas” de que, “há uns meses, teria sido melhor liquidar”. Sublinha, ainda assim, que há duvida que não tem: “nunca se devia ter feito nacionalização”.

Quanto aos acordos salariais, refere que “muita gente na TAP ganha 12 mil ou 15 mil euros” por mês, “numa empresa que dá prejuízo” e não tem “competitividade para os pagar”. Além disso, sublinha que este acordo é de quatro anos, pelo que quem estiver no Governo nessa altura “leva com os montantes”. Para o líder social-democrata,uma coisa é ajuda à TAP numa situação de pandemia, outra coisa é anos e anos a pagar ineficiências de gestão e estes salários”.

Confrontado com o que faria se tivesse de tomar uma decisão amanhã, Rio aponta que “tinha de olhar para o acordo”, mas que este devia ser “muito mais apertado” do que se conhece no momento. Recorda ainda a greve que se fez na TAP há uns anos no Natal, sublinhando que “não é justo” dizer que “não há Natal para emigrantes e portugueses”, quando são os portugueses que “estão a pagar com os impostos os salários e manutenção da empresa”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rio admite que “há uns meses, teria sido melhor liquidar” TAP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião