Direto Costa aponta para desconfinamento faseado e diferenciado em função das localizações

O primeiro-ministro anunciou esta sexta-feira a regulamentação do Governo para os próximos 15 dias. Fica tudo na mesma, mas a 11 de março é apresentado o plano de desconfinamento.

O Conselho de Ministros reuniu-se esta quinta-feira, mas a conferência de imprensa que revela as medidas para os próximos 15 dias de estado de emergência, de 2 de março a 16 de março, teve lugar esta sexta-feira. António Costa manteve inalterado o decreto-lei que regulamenta o estado de emergência, voltando a não dar resposta ao controlo do ruído sugerido por Marcelo Rebelo de Sousa no decreto presidencial. Além disso, o primeiro-ministro recusou dar indicações sobre o desconfinamento, remetendo para um plano que será apresentado dia 11 de março.

Este não é ainda o tempo de desconfinamento“, afirmou Costa, dando como explicação a situação epidemiológica ainda estar pior face a setembro ou maio do ano passado, a incidência elevada da variante britânica do vírus e o ritmo de vacinação condicionado pelos atrasos na produção e entrega das vacina. “Dentro de 15 dias, no dia 11 de março, nós apresentaremos o plano de desconfinamento do país“, garantiu, sem especificar quando é que o alívio começará, mas referindo que será “gradual” e “diferenciado”, nomeadamente por “localizações”.

Costa disse que quer evitar “mensagens complexas” para os portugueses e, por isso, deixou uma mensagem simples: o confinamento deve manter-se nos próximos 15 dias. Dizer algo diferente “podia induzir as pessoas em erro” e estimular outros comportamentos, alertou. Esta é a justificação dada pelo Governo para não apresentar já o plano de desconfinamento tal como tem sido exigido por alguns.

Reveja aqui a conferência de imprensa:

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Costa aponta para desconfinamento faseado e diferenciado em função das localizações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião