Bolsa soma 2% na primeira sessão de março e anula perdas de fevereiro

Com a Galp e a EDP Renováveis a acelerarem mais de 3%, o PSI-20 entrou em março com o pé direito: o índice somou quase 2% e praticamente anulou as perdas que teve no mês passado.

A bolsa de Lisboa iniciou a semana a todo o gás, com Galp e EDP a somarem mais de 3%. Ao subir quase 2% na primeira sessão de março, o índice praticamente anulou as perdas que tinha registado em fevereiro.

O PSI-20, o principal índice português, valorizou 1,95% para 4.793,97 euros, e praticamente recuperou o terreno que perdeu no mês passado, fechando a sessão desta segunda-feira quase ao mesmo nível que tinha fechado a 31 de janeiro.

Apenas duas cotadas encerraram o dia abaixo da linha de água: a Novabase deslizou 1,07% e a operadora de telecomunicações Nos caiu 0,87%.

Do outro lado da balança, o melhor desempenho pertenceu aos CTT, que viram as ações dispararem 4,4% para 2,61 euros.

Ainda assim, foram os registos das grandes cotadas nacionais que mais força deram ao índice nacional: a Galp subiu 3,45% para 9,604 euros e a EDP Renováveis avançou 3,09% para 18,66 euros. A empresa de energias limpas anunciou ao início do dia um novo contrato nos EUA, um dos seus mercados principais.

Galp em alta

Também o BCP aproveitou a segunda-feira para recuperar da queda registada na sessão anterior, com os títulos do banco a encerrarem em alta de 2,47% para 0,1201 euros.

Os outros pesos pesados nacionais também tiveram bons registos: a Jerónimo Martins avançou 1,71% para 13,07 euros e a EDP valorizou 1,56% para 4,82 euros.

Lisboa acompanhou o resto da Europa, que também registou subidas de quase 2%, casos das praças de Madrid e Milão. O índice Stoxx 600 valorizou 1,8%. O CAC 40 de Paris e o DAX 30 de Frankfurt avançaram em torno de 1,5%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa soma 2% na primeira sessão de março e anula perdas de fevereiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião