Parlamento avança com pedido para tornar público relatório Costa Pinto

Comissão de inquérito ao Novo Banco quer levantar segredo profissional do relatório secreto sobre a atuação do Banco de Portugal no BES. Processo inicia-se esta segunda-feira.

Enquanto as audições vão decorrer a meio gás esta semana, depois de adiadas as inquirições junto dos ex-governadores do Banco de Portugal Carlos Costa e Vítor Constâncio e estando prevista apenas uma audição, os trabalhos na comissão de inquérito ao Novo Banco não param. Ainda esta segunda-feira o presidente Fernando Negrão dará início ao pedido para tornar público o famoso relatório secreto da atuação do Banco de Portugal no caso BES.

“Em princípio vai hoje”, adiantou Fernando Negrão ao ECO. “Vai seguir esta tramitação: o presidente da comissão de inquérito envia para o presidente da Assembleia da República, que depois enviará para o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça”.

Será a primeira vez que se avançará para um incidente de levantamento urgente do segredo profissional junto do Supremo, de acordo Fernando Negrão. Com esta iniciativa, os deputados esperam que o documento seja tornado acessível a toda a gente.

Na semana passada, João Costa Pinto revelou que o relatório concluiu que se o Banco de Portugal tivesse agido de forma “enérgica e atempada” poderia ter evitado ou minimizado os problemas no GES/BES, conclusão que foi rejeitada pelo diretor de supervisão Luís Costa Ferreira e pelo antigo vice-governador Pedro Duarte Neves. Costa Pinto também disse que o relatório deveria ser público.

“Como cidadão, acho que este relatório já devia ter sido tornado publico há muito tempo. Acabou por mistificar o relatório e acaba-se por querer ver lá o que não está. Isso não é bom seguramente, não é bom para o Banco de Portugal”, defendeu antigo vice-governador.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Parlamento avança com pedido para tornar público relatório Costa Pinto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião