Nos valoriza 3,4% na bolsa de Lisboa com subida de preço-alvo

A bolsa de Lisboa subiu 0,36% e acompanhou assim o sentimento positivo na Europa, onde o Stoxx 600 subiu 0,9% para 426,82 pontos, a apenas 7 pontos do máximo histórico.

A Nos foi a estrela da sessão na bolsa de Lisboa, com uma valorização superior a 3%. Além deste peso-pesado, também a família EDP ajudou a impulsionar o PSI-20, que fechou a subir 0,36% para 4.835,17 pontos e acompanhou o sentimento positivo na Europa.

A operadora liderada por Miguel Almeida beneficiou da subida do preço-alvo pelo Credito Suisse, para 3,30 euros, dos anteriores 3,20 euros. A decisão conhecida esta terça-feira é contrário às descidas nas recomendações anunciadas por dois outros bancos de investimento, Morgan Stanley e HSBC, esta segunda-feira. Na sessão, a Nos ganhou 3,37% para 3,066 euros.

Antes de apresentar os resultados de 2020, os CTT subiram 1,57% para 2,92 euros por ação. Na energia, o sentimento foi misto. Por um lado, a EDP e a EDP Renováveis avançaram 1,7% cada e, por outro, a petrolífera Galp Energia tombou 1,88% para 10,43 euros por ação.

A Pharol desvalorizou 0,83% para 0,119 euros, após ter revisto em baixa as perspetivas de recuperação do dinheiro aplicado em dívida da Rio Forte, que faliu em 2014 na sequência do colapso do GES. A empresa liderada por Palha da Silva já só prevê reaver 5,79% dos 897 milhões que tinham sido emprestados, o que corresponde a apenas 51,9 milhões de euros, menos 11,1 milhões do que há um ano.

Lisboa acompanhou assim o sentimento positivo na Europa, onde o Stoxx 600 subiu 0,9% para 426,82 pontos, a apenas 7 pontos do máximo histórico. O alemão DAX avançou 0,7%, o francês CAC 40 e o espanhol IBEX 35 valorizaram 0,4%, enquanto o britânico FTSE 100 somou 0,8%.

Desempenho da Nos no PSI-20

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nos valoriza 3,4% na bolsa de Lisboa com subida de preço-alvo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião