Wall Street avança à boleia do recorde do S&P 500 e das tecnológicas

Wall Street arranca maioritariamente em alta, com o S&P 500 a bater um novo máximo de abertura e as cotadas ligadas ao setor tecnológico a beneficiarem da descida dos juros das Obrigações do Tesouro.

As bolsas norte-americanas somam e seguem, com o S&P 500 a bater um novo máximo de abertura e as cotadas ligadas ao setor tecnológico a beneficiarem da descida dos juros das Obrigações do Tesouro dos EUA. Além disso, os investidores estão confiantes na recuperação económica do outro lado do Atlântico, depois de a Fed sinalizar que vai manter a atual política monetária, e parecem desvalorizar os dados divulgados esta quinta-feira relativos ao aumento do desemprego.

Os dados divulgados esta quinta-feira pelo Departamento do Trabalho norte-americano indicam que houve uma subida inesperada do número de americanos que pediram apoio ao desemprego. Os novos pedidos de subsídio de desemprego totalizaram os 74 mil pedidos na semana que terminou a 3 de abril, acima dos 728 mil da semana anterior. Os economistas sondados pela Reuters apontavam para pedidos na ordem dos 680 mil.

Este balanço contrasta com os números divulgados nos últimos dias sobre o mercado de trabalho da maior economia mundial. Na sexta-feira um relatório revelava que, em março, foram criados 916 mil empregos nos EUA, o maior aumento em sete meses. Ao mesmo tempo, esta semana, foi demonstrado que as ofertas de emprego em fevereiro aumentaram para um máximo de dois anos. O mercado de trabalho tem recuperado nos últimos meses, depois do percalço de dezembro, e com a ajuda do novo pacote de 1,9 biliões de dólares lançado pela Casa Branca para apoiar as famílias e empresas, bem como o aumento do ritmo de vacinação.

Ao mesmo tempo, na terça-feira foram divulgadas as atas da última reunião da Fed que mostraram que os membros do banco central norte-americano acreditam que irá levar algum tempo até que haja progressos substanciais no que toca ao emprego e à inflação, atenuando, deste modo, os receios das subidas das taxas de juro num futuro próximo.

Neste contexto, o índice de referência S&P 500 valoriza 0,27% para 4.090,89 pontos, um novo máximo de abertura, enquanto o tecnológico Nasdaq sobe 0,76% para 13.793,20 pontos. Em contrapartida, o industrial Dow Jones perde 0,02% para 33.438,76 pontos.

Nesta sessão, as cotadas ligadas à tecnologia estão entre as mais beneficiadas, na sequência da descida dos juros das Obrigações do Tesouro dos EUA. Esta quinta-feira as yields das Obrigações do Tesouro a dez anos recuaram de máximos de 14 meses, no dia em que foram conhecidas as atas da última reunião do BCE. Nesse sentido, a Apple ganha 1,20% para os 129,43 dólares, a Alphabet, dona da Google, soma 1,20% para os 2.265,93 dólares, já a Microsoft avança 1,47% para 253,57 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street avança à boleia do recorde do S&P 500 e das tecnológicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião