Suspender AstraZeneca “significa deixar de vacinar” milhões de portugueses mais velhos

A ministra da Saúde lembrou que há mais de dois milhões de portugueses com mais de 60 anos por vacinar contra a Covid-19, pelo que está fora de questão suspender totalmente a vacina da AstraZeneca.

A ministra da Saúde, Marta Temido, recordou esta sexta-feira que ainda faltam vacinar dois milhões de portugueses com mais de 60 anos, pelo que está fora de questão suspender totalmente a administração da vacina da AstraZeneca.

“Temos ainda por vacinar mais de dois milhões de pessoas acima dos 60 anos. Não utilizar a vacina da AstraZeneca significa deixar de vacinar [uma parte destas pessoas]”, disse a governante, em declarações a partir de Odemira e transmitidas pela RTP3.

Esta semana, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) admitiu que os casos de coágulos no sangue observados em poucas dezenas de pessoas em várias partes do mundo podem, efetivamente, estar relacionados com a toma da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. O número de casos é extremamente raro face às dezenas de milhões de pessoas que já foram vacinadas. Face ao anúncio, Portugal decidiu restringir a toma da vacina em pessoas com menos de 60 anos, visto ser abaixo desta faixa que se registou o grosso dos casos.

Referindo-se, assim, aos portugueses mais velhos, Marta Temido referiu que “essas pessoas são aquelas que, se contraírem Covid, têm maior probabilidade de ter doença grave e de ter um efeito fatal. Por isso, é preciso ter esta ponderação bem presente”, reforçou.

Nós temos ainda por vacinar mais de dois milhões de pessoas acima dos 60 anos. Não utilizar a vacina da AstraZeneca significa deixar de vacinar [uma parte destas pessoas].

Marta Temido

Ministra da Saúde

Dito isto, Marta Temido rematou: “Eu, como ministra da Saúde, aquilo que posso dizer é que, face às escolhas que temos de fazer, a opção pela toma da vacina é a melhor opção.” Quanto à toma dessa vacina por pessoas com menos de 60 anos, suspendida em Portugal por decisão dos peritos, a governante, recordando que não foi a opção tomada por todos os países, afirmou: “Como sempre, confiamos nos nossos técnicos”.

Na mesma ocasião, Marta Temido afirmou ainda ter-se alcançado um dia com mais de 72 mil testes, o 11.º dia com mais testes realizados desde o início da pandemia. E avisou que mesmo as pessoas vacinadas devem “continuar a ter precauções”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Suspender AstraZeneca “significa deixar de vacinar” milhões de portugueses mais velhos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião