Restaurantes abertos até às 22h30 ao fim de semana já a partir deste sábado

Desde 15 de janeiro, as empresas da restauração têm visto a sua atividade altamente limitada. A partir de sábado, podem passar a receber grupos de seis pessoas no interior e de dez nas esplanadas.

A partir deste sábado, o setor da restauração vai retomar a sua atividade normal nos concelhos que avançam para a última fase do plano de desconfinamento. Os estabelecimentos, que vão passar a receber grupos de seis pessoas no seu interior e de dez nas esplanadas, vão poder a estar sempre abertos até às 22h30, durante a semana e ao fim de semana.

Estas foram algumas das medidas anunciadas por António Costa na conferência de imprensa que se seguiu ao Conselho de Ministros desta quinta-feira e que vêm trazer grandes mudanças para este setor. Isto porque, a partir do momento em que o país voltou a confinar, a 15 de janeiro, foram muitas as restrições impostas a estes estabelecimentos.

Esta reabertura surge numa altura em que o setor passa por um momento particularmente complicado. O mais recente inquérito realizado pela Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) mostrou que, em março, metade das empresas destes setores assistiram a quebras de faturação superiores a 90%.

O levantamento das restrições horárias aos fins de semana vem aliviar um pouco este cenário. Aliás, inicialmente o Governo previa que este último levantar de restrições arranca-se apenas na segunda-feira, 3 de maio, tendo sido a própria AHRESP a apelar a que já desde este fim de semana os estabelecimentos estivessem abertos para além das 13h. Em comunicado, a associação defendeu a sua posição dizendo que esta antecipação “ajudaria as empresas e a economia e não comprometeria os objetivos de combate à pandemia“, numa altura em que o setor atravessa “o seu período mais difícil de sempre”.

No início deste segundo confinamento, os restaurantes, cafés e pastelarias estiveram fechados ao público. Puderam apenas continuar a funcionar para garantirem a confeção dos seus produtos destinados apenas à entrega ao domicílio ou ao take-away. Durante esse período, estava também proibida a venda de bebidas para fora. E foi assim durante dois meses.

A 15 de março, altura em que o país iniciou a primeira fase do desconfinamento, foi dada à restauração uma pequena possibilidade de reabertura. O Governo permitiu que regressassem as vendas de bebidas ao postigo e que estas pudessem, também, ser vendidas nos regimes de take away e de entrega ao domicílio.

A tão aguardada reabertura das esplanadas apenas chegaria a 5 de abril, o que deu aos estabelecimentos a possibilidade de voltarem a receber clientes nos seus espaços exteriores. Mas com um limite de quatro pessoas e existiam restrições horárias no que toca à permanência dos clientes nos espaços. Durante a semana, as esplanadas tinham de fechar às 22h30, enquanto aos fins de semana e feriados a hora de encerramento era antecipada para as 13h.

A 19 de abril houve uma nova fase do desconfinamento e um novo levantamento de restrições com impacto no setor da restauração. Apesar das limitações horárias impostas anteriormente se terem mantido, restaurantes, cafés e pastelarias passaram a ter a possibilidade de receber grupos maiores, até seis pessoas, nas suas esplanadas. Porém, a grande mudança foi outra: os estabelecimentos foram autorizados a receber clientes no interior, nas mesas e ao balcão, até um máximo de quatro pessoas por grupo.

A partir deste sábado, as restrições serão quase totalmente levantadas. Estes espaços podem ficar sempre abertos até às 22h30, seja durante a semana ou ao fim de semana, podendo assim retomar a alguma normalidade. Os estabelecimentos passam, também, a poder receber grupos de maiores dimensões: de até seis pessoas nos espaços interiores, e de até dez pessoas nas esplanadas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Restaurantes abertos até às 22h30 ao fim de semana já a partir deste sábado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião