Faturação do estacionamento em Portugal caiu 31,7% em 2020

  • Lusa
  • 4 Maio 2021

A faturação em 2020 do aluguer de estacionamento em estrutura e da gestão de lugares em zonas reguladas à superfície caiu 31,7%, para 95 milhões de euros, avança a Informa D&B.

A faturação em 2020 do aluguer de estacionamento em estrutura e da gestão de lugares em zonas reguladas à superfície caiu 31,7%, para 95 milhões de euros, segundo um estudo da Informa D&B divulgado esta terça-feira.

O estudo, que abrangeu também Espanha, calcula que a queda de faturação no setor seja ainda superior no mercado ibérico, de 34%, para 820 milhões de euros.

Em 2020, segundo a consultora, Espanha representou 88% do mercado ibérico e registou uma descida de 33,9%, para 725 milhões de euros.

O volume de negócios associado ao aluguer de lugares de estacionamento em estrutura no mercado ibérico caiu 35,9%, para 572 milhões de euros, enquanto a gestão de lugares em zonas reguladas à superfície diminuiu 27,7%, representado 248 milhões de euros.

O estudo conclui que esta evolução negativa está diretamente relacionada com o impacto da pandemia da Covid-19 na atividade económica e na mobilidade da população, afetando a procura de estacionamento nos aeroportos e nas infraestruturas de transportes terrestres.

“Em consequência do prolongamento da crise sanitária e dos seus impactos na economia, a recuperação em 2021 não será tão robusta como chegou a ser previsto há alguns meses atrás”, ressalva a consultora, no estudo divulgado esta terça-feira.

Segundo os dados da empresa, no mercado ibérico, o conjunto do estacionamento em estrutura e do estacionamento em zonas reguladas à superfície é operado por cerca de mil empresas e grupos de empresas, que no final de 2020 exploravam 1,8 milhões de lugares, dos quais 1,5 milhões localizados em Espanha e 322 mil em Portugal.

A consultora prevê ainda uma intensificação do processo de concentração da oferta, devido às aquisições dos grandes grupos do setor, lembrando que, no ano passado, os cinco principais operadores detinham uma quota conjunta no mercado ibérico de 47%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Faturação do estacionamento em Portugal caiu 31,7% em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião