Nas notícias lá fora: BioNTech, Scholz e smartphones

  • ECO
  • 10 Maio 2021

O ministro das Finanças alemão, Olaf Scholz, prometeu aumentar os impostos sobre os ricos caso se torne chanceler. Já o smartphone é agora "o local onde vivemos", dizem antropólogos.

Esta segunda-feira fica marcada pela notícia de que a BioNTech planeia construir na Singapura um novo local de fabrico das suas vacinas de mRNA contra a Covid-19, no mesmo dia em que se ficou a conhecer que as Ilhas Baleares vão oferecer a turistas nacionais e internacionais um seguro de repatriamento, totalmente gratuito, a viajantes que vejam a sua estadia no arquipélago prolongada por causa da Covid-19. Por sua vez, as posturas que estão a ser tomadas pelas empresas do sistema bancário na Europa e nos Estados Unidos quanto a uma retoma do trabalho presencial são bastante diferentes.

Reuters

BioNTech vai construir nova fábrica em Singapura

A BioNTech anunciou esta segunda-feira que planeia estabelecer uma nova sede regional em Singapura, bem como construir nesse país um novo local de fabrico das suas vacinas contra a Covid-19, que recorrem à tecnologia de RNA de mensageiro (mRNA). A empresa de biotecnologia adiantou que estas novas instalações de produção terão uma capacidade anual estimada de várias centenas de milhões de doses de vacinas baseadas em mRNA, quando estiver operacional em 2023. Este trata-se do passo mais recente da empresa com o objetivo de expandir a sua rede de produção.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês)

Bloomberg

Olaf Scholz diz que vai impor mais impostos sobre ricos caso seja chanceler

O ministro alemão das Finanças, Olaf Scholz, prometeu aumentar os impostos sobre os ricos, investir em tecnologias mais limpas e expandir os programas sociais caso se torne chanceler no outono, num discurso proferido no domingo, numa reunião do partido social democrata. “Queremos ver uma tributação justa — uma tributação que seja melhor para os rendimentos baixos e médios, enquanto exigimos mais de milionários e bilionários para o financiamento de projetos públicos”, disse Scholz.

Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Financial Times

Bancos da Europa e Estados Unidos com posturas diferentes quanto ao regresso ao trabalho presencial

As abordagens que estão a ser tomadas pelo setor bancário nos Estados Unidos e na Europa quanto a um regresso ao trabalho presencial mostram-se bastante divergentes. As financeiras JPMorgan Chase e Goldman Sachs convocaram todo o pessoal para retomarem a sua atividade normal nos seus escritórios norte-americanos já a partir do próximo mês. O mesmo não se verifica em território europeu, com o londrino HSBC e o francês Société Générale a optarem por regressar ao escritório com mais cautela e detendo uma atitude mais descontraída em relação aos modelos de trabalho flexível.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago, conteúdo em inglês).

Europa Press

Ilhas Baleares irão oferecer um seguro de repatriamento para turistas

O governo das Ilhas Baleares irá cobrir os custos associados a um seguro de repatriamento que será gratuito para turistas que vejam a sua estadia no arquipélago prolongada por causa da Covid-19. Trata-se de uma medida inserida no “Pacote de Segurança”que o governo local planeia apresentar esta semana numa viagem oficial da presidente, Francina Armengol, à Alemanha. Com este seguro, estará coberto o transporte até ao local de residência, sendo válido tanto para turistas nacionais, como internacionais.

Leia a notícia completa na Europa Press (acesso livre, conteúdo em espanhol).

The Guardian

O smartphone é agora “o local onde vivemos”, dizem antropólogos

Os utilizadores de smartphones tornaram-se “caracóis humanos que carregam” as suas “casas” nos seus “bolsos”, tendo a tendência de ignorar amigos e familiares a favor do seu dispositivo, mostra um estudo pioneiro. Uma equipa de antropólogos da UCL concluiu, com esta investigação, que os indivíduos envolvidos na mesma nutriam o mesmo tipo de sentimentos pelo seu smartphone e pelas suas casas. “O smartphone já não é apenas um dispositivo que usamos, tornou-se o lugar onde vivemos”, adiantou Daniel Miller, estudioso que liderou o estudo.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: BioNTech, Scholz e smartphones

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião