Sporting campeão. Dos parabéns à “amnésia pandémica”

  • Tiago Lopes
  • 12 Maio 2021

Sporting quebrou jejum de 19 anos e voltou a ser campeão nacional de futebol. Nas redes sociais as mensagens dividiram-se entre os parabéns e as críticas.

19 anos depois, o Sporting voltou a ser campeão nacional de futebol, dando por concluído o maior jejum da história da formação de Alvalade. Um golo de Paulinho aos 36 minutos foi o suficiente para vencer o Boavista pela margem mínima e assegurar a conquista de um título há muito desejado.

Após o apito final do árbitro Luís Godinho, a festa durou toda a madrugada. Primeiro no Estádio de Alvalade, e depois no Marquês de Pombal, onde milhares de adeptos esperaram até às 4h da manhã para verem o autocarro que transportou os jogadores, equipa técnica e dirigentes do Sporting pelas ruas de Lisboa.

Nas redes sociais foram muitas as mensagens a felicitar a conquista do Sporting, mas também foram muitas as críticas dado o elevado número de pessoas que se juntaram para comemorar a vitória do clube leonino em contexto de pandemia.

O primeiro-ministro António Costa começou por dar os parabéns “pelo título de Campeão Nacional de Futebol, nesta época tão difícil para todos os adeptos, impedidos de marcar presença física nos estádios”.

Num entanto, logo de seguida, António Costa lembrou que os festejos deveriam ser feitos em segurança uma vez que “a pandemia não acabou”.

Marcelo Rebelo de Sousa também deu os parabéns a “todos os sportinguistas” pela conquista do campeonato, para logo de seguida criticar o comportamento dos adeptos e, sobretudo, da falta de planeamento das entidades responsáveis. “Espero que daqui a 15 dias, três semanas, não tenhamos notícias menos boas por causa da euforia nas ruas de Lisboa. Temos de esperar e desejar que isso não venha a agravar a situação pandémica no concelho de Lisboa, na grande Lisboa, fruto da emoção”, disse em declarações transmitidas pela SIC Notícias durante uma visita ao Minho.

Para o Presidente da República, “o que aconteceu ontem não deve ser padrão. Se toda a gente entender que desconfinamento significa não observar regras nenhumas isso pode levar a situações que não são boas para ninguém. Foi uma noite que correu bem em termos de alegria, não correu tão bem em termos de saúde pública”.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, também deixou uma mensagem no Twitter onde deu os parabéns “ao Sporting de Clube de Portugal, e aos seus atletas e adeptos, pela brilhante conquista”.

Duarte Marques, deputado do PSD, foi outra das personalidades que deixou muitas críticas à falta de organização nos festejos do Sporting, nomeadamente ao ministro da Administração Interna Eduardo Cabrita. “Bem sei que o futebol e os festejos são muito difíceis de controlar ou de prever. Mas, mais uma vez, o Ministro Cabrita voltou a falhar. Talvez estivesse demasiado distraído a tratar da borrada que fez em Odemira ou das tontices em torno no SEF”, escreveu o deputado do PSD no Twitter.

Tiago Barbosa Ribeiro, deputado do PS, classificou o momento como “absurdo”. “Verdes, azuis ou vermelhos… isto é absurdo. Incompreensível, também, que exista um autocarro a circular com jogadores, promovendo ajuntamentos de adeptos. Amnésia pandémica, mas a pandemia não acabou. Um ano tão doloroso merecia melhor… isto é um falhanço coletivo”, escreveu no Twitter.

Ricardo Baptista Leite, deputado do PSD, pediu aos adeptos que ontem saíram à rua para festejar para que nos próximos 14 dias evitem o contacto com outras pessoas. “Aos milhares de adeptos que participam nos festejos deixo um apelo: se não cumpriu com as regras básicas de uso de máscara e distanciamento físico, evite contacto com outras pessoas nos próximos 14 dias. Não andamos todos a fazer um esforço brutal para agora deitar tudo a perder”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sporting campeão. Dos parabéns à “amnésia pandémica”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião