Tesla não vai aceitar mais pagamentos com bitcoin, diz Elon Musk

A principal moeda digital a nível mundial caiu quase 17%, atingido o nível mais baixo desde o início de março, depois das declarações de Elon Musk.

A Tesla suspendeu o uso de bitcoin, por parte dos clientes, para a compra dos seus veículos, adiantou Elon Musk, através de uma publicação na sua conta na rede social Twitter. O CEO da empresa veio sustentar esta medida com preocupações de natureza ambiental.

Na dita publicação, Musk esclarece que esta suspensão se deve às preocupações da empresa acerca do “rápido aumento do uso de combustíveis fósseis para a mineração de bitcoin e suas transações”, destacando o caso particular do “carvão”, que origina as “piores emissões” entre todos os combustíveis. Acreditando que as “criptomoeadas são uma boa ideia a vários níveis” e que têm um “futuro promissor”, destaca que isso não é justificação suficiente para resultar num “grande custo para o ambiente”.

Musk refere ainda, na mesma publicação, que apenas voltará a usar bitcoin para transações assim que passem a ser usadas “energias mais sustentáveis” durante o processo de mineração. “Estamos também à procura de outras criptomoedas que utilizem <1% da energia/transação da bitcoin”, revela o CEO da empresa. Após esta tomada de posição, aquela que é a principal moeda digital a nível mundial caiu quase 17%, atingido o nível mais baixo desde o início de março, adianta o The Guardian.

A este propósito, Nigel Green, CEO do Grupo deVere, uma das principais organizações financeiras e de fintech independentes do mundo, revela que esta tomada de posição por parte de Elon Musk se trata, essencialmente, de uma manobra de relações públicas. “Musk está, uma vez mais, a trabalhar os seus músculos influenciadores nas redes sociais“, destaca Green numa newsletter da sua empresa.

Referindo como Musk recorreu ao Twitter para “anunciar uma grande reviravolta”, o CEO do Grupo deVere diz que aquilo que está em causa nada tem a ver com questões ambientais. “As questões em torno do impacto ambiental não surgiram nos últimos meses? Será que Musk não os conhecia seriamente antes de comprar 1,5 mil milhões de dólares de bitcoin?”, questiona.

Na verdade, esta quebra no “interesse” pela bitcoin surge numa altura em que “grandes quantidades de investimento institucional dos principais bancos de Wall Street” começam a surgir, revela Green. Aliás, acrescenta ainda que “Musk ainda acredita na Bitcoin”, razão pela qual ainda “não vendeu nenhuma.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tesla não vai aceitar mais pagamentos com bitcoin, diz Elon Musk

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião