Governo britânico desaconselha férias em Espanha

  • Lusa
  • 24 Maio 2021

"Os países a amarelo não atendem aos critérios estabelecidos para se tornarem verdes", lembrou a secretária de Estado da Economia. Espanha já permite a entrada de turistas britânicos.

A secretária de Estado da Economia britânica, Anne-Marie Trevelyan, urgiu, esta segunda-feira, os britânicos a não viajarem para Espanha, exceto em caso de emergência, apesar de o Governo espanhol ter eliminado as restrições de entrada de turistas do Reino Unido.

Em declarações à Sky News, Trevelyan lembrou que o primeiro-ministro, Boris Johnson, “tem sido claro” sobre não se dever fazer viagens de lazer ou férias para destinos incluídos na “lista amarela” do Governo britânico, incluindo Espanha, França ou Itália.

Enquanto os países na “lista verde” ou com baixo risco de infeção – entre os quais Portugal -, estão isentos de quarentena, os viajantes para destinos classificados a amarelo precisam de ficar em isolamento durante 10 dias e fazer pelo menos dois testes de diagnóstico no regresso ao Reino Unido.

Os países na “lista vermelha” estão sujeitos a interdição de viagens e apenas podem entrar no Reino Unido nacionais britânicos ou estrangeiros residentes, os quais ficam obrigados a cumprir quarentena num hotel designado.

“A realidade é que, neste momento, os países a amarelo não atendem aos critérios estabelecidos pelos nossos cientistas para se tornarem verdes”, disse a governante, que manifestou confiança de que esta situação irá mudar “no devido tempo”.

“A recomendação permanece: não vá a menos que seja essencial, e lembre-se que, se for, terá de ficar em quarentena por dez dias e será supervisionado”, disse.

Por seu turno, o secretário de Estado do Turismo do Governo espanhol, Fernando Valdés, disse também em declarações à Sky News que está confiante de que, graças ao avanço da vacinação e à baixa incidência do vírus em parte do seu território, Espanha pode ser adicionada à lista verde na próxima revisão de Londres, no início de junho.

Valdés destacou que destinos turísticos “muito apreciados” pelos turistas britânicos, como “as ilhas Baleares, a Costa Blanca ou Málaga”, apresentam níveis de contágio semelhantes aos do Reino Unido.

O Governo espanhol permite, a partir desta segunda-feira, a entrada sem restrições sanitárias de viajantes de países considerados seguros fora da União Europeia, incluindo o Reino Unido, e a partir de 07 de junho, qualquer pessoa que tenha sido totalmente vacinada e familiares poderão entrar.

Os cidadãos do Reino Unido são os estrangeiros que mais visitam a Espanha: em 2019, antes da pandemia, dos 83,7 milhões de turistas que visitaram o país, 18,1 milhões eram britânicos.

Os locais favoritos naquele ano foram as ilhas Baleares (Mediterrâneo), as ilhas Canárias (Atlântico), Valência (leste) e Costa del Sol, na Andaluzia (sul).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo britânico desaconselha férias em Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião