BRANDS' CAPITAL VERDE Convenção Way to Zero: um diálogo aberto sobre a descarbonização

  • Capital Verde + Volkswagen
  • 27 Maio 2021

A Volkswagen lança a Convenção Way to Zero, uma "plataforma para discutir de forma aberta e transparente" o caminho para a neutralidade carbónica entre governos, empresas e sociedade.

A União Europeia visa um impacto neutro no clima até 2050 – uma economia com zero emissões líquidas de gases com efeito de estufa. O caminho para lá chegar deve ser pensado e planeado por todos: governos, empresas e sociedade. No caso da Volkswagen, a última rota foi traçada na Convenção Way to Zero, com um claro foco na mobilidade elétrica (mas não só).

Qual foi o objetivo de criar esta Convenção? Nesta curta entrevista, Ralf Brandstätter, CEO da Volkswagen, explica a ideia e fala ainda como acredita ser a mobilidade do futuro.

Com a Convenção Way to Zero, a Volkswagen pretende promover um diálogo aberto com o governo, a indústria e a sociedade. A primeira edição do evento decorreu no dia 29 de abril de 2021, num formato inteiramente digital devido à pandemia do coronavírus, e contou com a presença de mais de 20 oradores de partidos políticos, ONGs, instituições científicas e outras empresas, juntamente com representantes da Volkswagen.

Foi durante o evento que a Volkswagen anunciou que planeia investir 14 mil milhões de euros em descarbonização e iniciativas de transição para a mobilidade elétrica, incluindo a redução em 40% das emissões de CO2 por cada modelo na Europa até 2030.

A aposta na neutralidade carbónica não está apenas na produção de veículos elétricos. A Volskwagen quer também ser responsável pela produção de eletricidade limpa para carregar as baterias dos automóveis e ainda apoiar a expansão das energias renováveis através da construção de parques eólicos e centrais solares.

“O ‘Way to Zero’ é o nosso caminho para uma proteção climática eficaz, com marcos claros e ambiciosos. Cumprimos a nossa responsabilidade para com o ambiente. O ‘Way to Zero’ proporcionar-nos-á uma verdadeira vantagem competitiva. No futuro, colaboradores, clientes e investidores darão preferência às empresas que coloquem a sua responsabilidade social e ambiental no centro dos seus negócios. A sustentabilidade tornar-se-á assim um fator crucial para o sucesso empresarial“, referiu Ralf Brandstätter durante o evento. “No entanto, a Volkswagen não pode suportar por si só a descarbonização da mobilidade. O governo, a indústria e a sociedade precisam de se unir para desenvolver boas ideias e fazer investimentos corajosos”, acrescentou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Convenção Way to Zero: um diálogo aberto sobre a descarbonização

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião