Consórcio da Galp investe em poço do pré-sal brasileiro com mil milhões de barris de petróleo

Projeto de exploração no pré-sal brasileiro implica investimento de aproximadamente 8 mil milhões de dólares. Reservas recuperáveis estimadas para a primeira fase são de mais de mil milhões de barris.

A Galp Energia vai investir mais no petróleo brasileiro. O consórcio do qual faz parte decidiu desenvolver a fase 1 do campo de Bacalhau, no pré-sal brasileiro, na Bacia de Santos, um projeto que implica o investimento de “aproximadamente 8 mil milhões de dólares”.

A Equinor e ExxonMobil, Petrogal Brasil e Pré-sal Petróleo SA decidiram desenvolver o campo de Bacalhau, “um projeto globalmente competitivo com um break even abaixo de 35 dólares por barril em uma importante área de energia”, segundo Arne Sigve Nylund, vice-presidente executivo de Technology, Projects & Drilling da Equinor.

“As reservas recuperáveis estimadas para a primeira fase são de mais de mil milhões de barris de petróleo”, de acordo com o responsável pela operadora do consórcio do qual a empresa portuguesa faz parte.

O “Bacalhau é um projeto offshore de classe mundial, com baixo break even e baixa emissão de carbono”, diz a Galp Energia, salientando que “este projeto irá contribuir de forma significativa para o crescimento competitivo contínuo da Galp Energia em upstream“.

“O investimento é uma prova do compromisso da Galp em continuar a crescer no Brasil, e o seu sucesso terá retornos positivos para todos os stakeholders da Galp no país e fora dele”, diz Thore Kristiansen, COO de Upstream da Galp.

De acordo com o comunicado enviado à CMVM, o “primeiro óleo está planeado para 2024“. Contudo, “devido à pandemia Covid-19 e às incertezas relacionadas, os planos do projeto podem ser ajustados em resposta às restrições de saúde e segurança”, salienta a empresa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Consórcio da Galp investe em poço do pré-sal brasileiro com mil milhões de barris de petróleo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião