Galp Energia promete dividendo de 50 cêntimos. Acena com bónus, mas depende da dívida

Petrolífera vai ter um dividendo base a que se juntará uma componente variável dependente da dívida e do cash flow. Este ano, vai pagar esse bónus aos investidores.

A Galp Energia cortou os investimentos, mas acredita que o seu portfolio vai permitir aumentar o cash flow, essencial para remunerar os acionistas da empresa. O objetivo será o de manter um dividendo base de 50 cêntimos, havendo uma componente variável que estará dependente do nível de endividamento. Este ano, esse extra vai ser pago.

A empresa liderada por Andy Brown vai investir entre 800 e mil milhões de euros por ano, entre 2021 e 2025. Este ano, a meta de investimento foi mantida entre 500 e 700 milhões, sendo que a Galp Energia estima apresentar um EBITDA de mais de dois mil milhões de euros. Em termos de cash flow, prevê um valor superior a 1,7 mil milhões de euros.

É este cash flow que permite à empresa anunciar que pretende manter uma política de remuneração acionista “competitiva”. Essa política “considera um dividendo base de 50 cêntimos por ação e uma componente variável adicional”.

Essa componente variável “será distribuída na medida em que o rácio de dívida líquida para EBITDA fique abaixo de 1,0 vezes, com o total de distribuição podendo representar até um terço do cash flow“. E o cash flow vai aumentar em “cerca de 35% até 2025”, superando os 2,3 mil milhões de euros, “impulsionado pelo crescimento no upstream e pela transformação das atividades de downstream“.

Este “dividendo base deverá ser pago em duas tranches anuais”, diz a Galp Energia, salientando que “existindo lugar ao pagamento da parcela variável, esta será paga uma vez por ano juntamente com a segunda parcela do dividendo base, após a aprovação na assembleia geral”.

“Com base nesta estrutura de remuneração e nos pressupostos atuais da empresa, relativamente ao exercício de 2021, a Galp planeia distribuir um dividendo intercalar no terceiro trimestre de 2021, antevendo a existência de uma componente variável a ser paga juntamente com o restante base no próximo”, revela.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp Energia promete dividendo de 50 cêntimos. Acena com bónus, mas depende da dívida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião