Galp junta-se à Amazon Web Services para acelerar energias limpas

O AWS Clean Energy Accelerator visa promover projetos de tecnologia limpa para armazenamento de energia, monitorização e armazenamento de captura de carbono.

A Galp juntou-se à Amazon Web Services para acelerar o surgimento de energias de baixo carbono. A petrolífera é uma das parceiras do projeto AWS Clean Energy Accelerator que procura projetos assentes em tecnologia limpa para armazenamento de energia, redes inteligentes ou captura de carbono. As candidaturas estão abertas até 8 de junho.

“A parceria da Galp com a Amazon concretiza-se pela mentoria às diferentes startups através do acesso a especialistas na rede de networking da Galp. Desta forma, é possível obterem feedback acerca da prontidão da solução no sentido de criar uma implementação eficiente”, explica a empresa em nota de imprensa.

O acelerador dirige-se a startups com “projetos e negócios assentes em tecnologia limpa para armazenamento de energia, monitorização e armazenamento de captura de carbono (CCUS), atividade sísmica, geração de hidrogénio para energia, redes inteligentes ou otimização geotérmica, entre outras”, informa a Galp.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp junta-se à Amazon Web Services para acelerar energias limpas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião