Reino Unido investiga Ryanair e British Airways devido a reembolsos de viagens

As autoridades britânicas estão a investigar se as companhias aéreas infringiram a lei no que toca aos reembolsos de viagens não realizadas devido à pandemia.

A Autoridade da Concorrência britânica revelou esta quarta-feira que está a investigar a Ryanair e a British Airways por considerar que estas não cumpriram a lei no que toca aos reembolsos. De acordo com a Reuters (conteúdo em inglês), as companhias áreas não reembolsaram os clientes que não puderam viajar devido à pandemia, oferecendo, ao invés disso, vouchers e a possibilidade de remarcação dos voos.

Durante o confinamento no Reino Unido, as empresas recusaram reembolsar os consumidores que ficaram legalmente impossibilitados de voar. A British Airways ofereceu vouchers ou a opção de remarcação do voo, enquanto a Ryanair permitiu apenas a remarcação. Posto isto, a Autoridade da Concorrência e Mercados (CMA) refere que as companhias aéreas podem ter violado a lei e decidiu abrir processos contra ambas.

“Embora entendamos que as companhias aéreas passaram por momentos difíceis durante a pandemia, as pessoas não deveriam ser injustamente” penalizadas”, diz o CEO da CMA, Andrea Coscelli. “Os clientes reservaram esses voos de boa fé e foram legalmente incapazes de os usufruir devido a circunstâncias totalmente fora de seu controlo. Acreditamos que essas pessoas deveriam ter recebido o dinheiro de volta“, acrescenta.

A CMA refere que já tinha comunicado estas preocupações às duas companhias aéreas e que estas estavam a tentar resolver a situação, seja através de reembolsos, seja através de outras soluções. Do lado da Ryanair, citada pela Reuters, a empresa diz que analisou os pedidos de reembolso caso a caso e procedeu aos pagamentos nos casos em que se justificava.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Reino Unido investiga Ryanair e British Airways devido a reembolsos de viagens

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião