Mutua Madrileña admite realizar aquisições em Espanha

  • ECO Seguros
  • 14 Junho 2021

O grupo espanhol líder no mercado não Vida encerrou o exercício de 2020 com lucros de 304 milhões de euros e cerca de 5,6 mil milhões de euros de receita anual.

A Mutua Madrileña reafirma aposta na liderança do mercado de seguros não-Vida em Espanha, sem excluir a possibilidade de concretizar aquisições para reforçar a sua posição no mercado, aponta o plano estratégico para o triénio 2021-23, aprovado em assembleia geral (AG) de mutualistas.

Segundo reporta a imprensa espanhola, Ignacio Garralda, presidente da seguradora que esteve na corrida pela antiga Seguradoras Unidas (atual Tranquilidade/Generali), abordou a possibilidade de aquisições afirmando que: “se a oportunidade surgir, estaremos em condições de empreender operações empresariais no mercado doméstico que nos permitirão melhorar a nossa posição competitiva para o futuro,” disse.

Além disso, a entidade quer aumentar o seu peso internacional. A operação no Chile com o BCI, na qual Mutua já é acionista maioritário, contribuiu com 20,3 milhões de euros para o lucro, mais 14,3% do que no ano anterior. O plano estratégico da seguradora inclui também um desembolso de 150 milhões para melhorar a sua digitalização, continuar com a sua estratégia de diversificação, aumentar os ativos sob gestão através da Mutuactivos e das outras empresas com as quais já trabalha.

A AG aprovou os resultados relativos 2020, exercício que fechou com um lucro de 304 milhões, mais 5,2% do que em 2019. As receitas melhoraram em 2,2% para 5,585 milhões de euros e o rácio de solvabilidade subiu para 304%.

Ainda, quanto ao novo Imposto sobre os Prémios de Seguro, lançado este ano pelo Governo espanhol, Garralda salientou que dentro da política de contenção de preços da Mutua, este ano o objetivo é “congelar o montante do seguro para cerca de dois terços dos segurados de Automóveis, assumindo também, excecionalmente, e para a maioria da carteira, o aumento do imposto sobre os prémios de seguro aplicado pelo Governo no início do ano”.

A medida representará um custo estimado de 20 milhões para a seguradora. Segundo o portal Aseguranza, como parte desta estratégia, no ano passado, a mútua beneficiou 1,8 milhões de apólices – quase 75% da sua carteira – com dois meses de cobertura gratuita sobre apólices de automóveis e motociclos, um esforço de 160 milhões para a empresa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mutua Madrileña admite realizar aquisições em Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião