Vacina da Novavax tem eficácia superior a 90% contra variantes

A vacina da Novavax demonstrou ter uma eficácia superior a 90% contra as variantes predominantes do coronavírus, que têm suscitado uma particular preocupação entre cientistas.

A vacina que está a ser desenvolvida pela farmacêutica Novavax revelou ter uma eficácia de mais de 90% contra várias variantes do Sars-CoV-2, de acordo os resultados da última fase de ensaios clínicos divulgados pela empresa e citados pela Reuters (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

Os ensaios clínicos envolveram quase 30.000 mil voluntários e foram conduzidos nos Estados Unidos e no México, abrindo, deste modo, caminho para que a empresa formalize o pedido de uso de emergência do outro lado do Atlântico e noutros países já no terceiro trimestre, informou a Novavax.

Assim, a vacina da Novavax demonstrou ter uma eficácia superior a 93% contra as variantes predominantes do coronavírus, que têm suscitado particular preocupação entre cientistas e especialistas de saúde pública. Esta análise concluiu ainda que e a variante identificada pela primeira vez no Reino Unido, B.1.1.7, foi detetada na maioria dos casos, sendo que também foram detetadas casos das variantes do Brasil, África do Sul e Índia entre os participantes do estudo.

Em termos práticos, é muito importante que a vacina possa proteger contra um vírus que está a circular descontroladamente”, sinalizou Gregory Glenn, responsável pelo departamento de pesquisa e desenvolvimento, em declarações à Reuters.

Além disso, a farmacêutica revelou ainda que a vacina foi bem recebida pela generalidade dos participantes, sendo que os efeitos secundários mais comuns foram leves e incluíam dores de cabeça, fadiga e dores musculares, tal como acontece com a generalidade das vacinas que estão a ser administradas.

Tendo em conta estes desenvolvimentos, a empresa espera produzir 100 milhões de doses por mês até o final do terceiro trimestre deste ano e 150 milhões de doses por mês no quarto trimestre, informou ainda a empresa. Recorde-se que em dezembro, a UE fechou acordo com o Novavax para adquirir 100 milhões de doses deste fármaco, com a opção de compra de mais 100 milhões adicionais.

Ao contrário das vacinas da Pfizer e Moderna, que utilizam tecnologia de RNA, a injeção da vacina Novavax inclui fragmentos do coronavírus que permitem desencadear uma resposta imunológica no corpo humano. Esta vacina está a ser sob um processo de avaliação contínua por parte do regulador europeu, tal como a vacina russa SputniK e a alemã CureVac.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vacina da Novavax tem eficácia superior a 90% contra variantes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião