Bruxelas fecha acordo inicial com Novavax para comprar 100 milhões de doses de vacina

Bruxelas fechou acordo com a Novavax, para comprar 100 milhões de doses da vacinas contra a Covid-19 que estão a ser desenvolvidas pela farmacêutica. Este é o sétimo contrato da Comissão Europeia.

A Comissão Europeia fechou esta quinta-feira acordo com a Novavax, por forma a adquirir 100 milhões de doses de uma potencial vacina que a farmacêutica está a desenvolver contra a Covid-19 para a União Europeia. O contrato prevê ainda a aquisição de 100 milhões de doses adicionais.

A Comissão Europeia concluiu hoje [quinta-feira, dia 17 de dezembro] conversações exploratórias com a empresa farmacêutica Novavax com vista à aquisição da sua potencial vacina contra a Covid-19″, informa a instituição liderada por Ursula Von der Leyen, em comunicado. Assim, no âmbito deste contrato, Bruxelas vai adquirir 100 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus que estão a ser desenvolvidas pela farmacêutica norte-americana, havendo ainda “uma opção suplementar para mais 100 milhões de doses”.

Esta notícia surge no dia em que a ministra da Saúde adiantou que Portugal deverá começar a vacinar a população contra a Covid-19 entre 27 e 29 de dezembro, depois de a informação ter sido avançada pelo ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, e confirmada pela própria presidente da Comissão Europeia. Segundo Marta Temido, será a entrega de um lote de 9.750 vacinas da Pfizer que vai marcar o arranque do processo de vacinação em Portugal, sendo que os profissionais de saúde serão os primeiros a serem vacinados.

No âmbito da aquisição conjunta de vacinas, o bloco comunitário já assinou sete acordos com diversas farmacêuticas. O portefólio inclui 300 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, 300 milhões da Sanofi-GSK, 200 milhões da Johnson & Johnson, 200 milhões da Pfizer/BioNTech e Pfizer, 405 milhões da CureVac e 160 milhões da Moderna.

A Comissão Europeia tem coordenado a aquisição de doses de vacina em nome dos Estados-membros. A intenção passa por distribuir as primeiras doses da vacina em simultâneo para os 27 países europeus, assim que haja aprovação de uma vacina pela Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês). Estava inicialmente previsto que o regulador europeu desse luz verde à vacina da Pfizer a 29 de dezembro, mas a decisão foi antecipada para dia 21 dezembro. Não obstante, do Reino Unido aos Estados Unidos, passando pelo Canadá e Bahrein, há vários países que já arrancaram com o plano de vacinação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas fecha acordo inicial com Novavax para comprar 100 milhões de doses de vacina

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião