Primeira loja da Google em Nova Iorque decorada com cortiça portuguesa

A Google abriu a sua primeira loja física em Nova Iorque, que está decorada com mobiliário feito de cortiça portuguesa.

A Google abriu a sua primeira loja física, esta quinta-feira, em Nova Iorque, e elegeu a cortiça portuguesa para a decoração. Sofás, bancos e quadros de um dos mais conhecidos materiais nacionais marcam o primeiro espaço da tecnológica norte-americana, que decidiu privilegiar o uso de materiais sustentáveis.

O material português está presente no mobiliário da loja na “Grande Maçã”, que “apresenta uma linha de dispositivos e serviços, que visam fornecer interação com o público que a visita”, sinaliza a Associação Portuguesa de Cortiça (APCOR), em comunicado.

O designer responsável por desenvolver o mobiliário em cortiça para esta loja foi Daniel Michalik. “Acredito realmente que a cortiça é um material de alto valor para o futuro do design e da arquitetura”, defende o designer, citado em comunicado. “Tem características e desempenho incríveis e, além disso, sustenta todo um ecossistema, sendo um exemplo único e que todos os materiais deveriam seguir”, sublinha.

A sustentabilidade foi uma das principais preocupações da tecnológica norte-americana no desenho desta loja, que recebeu a classificação LEED Platinum, uma certificação do sistema de classificação de edifícios verdes. “A sustentabilidade é um princípio fundamental para a Google e, por isso, a primeira loja da empresa continuou com este trabalho e compromisso com o design sustentável”, destaca a Google.

Daniel Michalik acrescenta também que em 2020, quando foi abordado para desenvolver o mobiliário para este espaço, pensou “logo na cortiça devido às suas qualidades, ao conforto, bem como à sua sustentabilidade, princípios que ajudaram o espaço a alcançar a classificação LEED Platinum”, aponta, citado em comunicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Primeira loja da Google em Nova Iorque decorada com cortiça portuguesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião