PCP desafia PS a ter “disponibilidade” para mudar lei laboral

  • ECO
  • 22 Junho 2021

O PCP quer ver o PS a votar ao seu lado nas propostas para mudar a lei laboral que irá levar ao Parlamento a 30 de junho. Porém, não relaciona este momento com a viabilização do Orçamento do Estado.

Está por saber qual a disponibilidade do PS e do Governo para corresponderem às soluções do PCP”, diz João Oliveira esta terça-feira, em entrevista à Rádio Renascença, no dia em que acabam as jornadas parlamentares dos comunistas e em antecipação do dia 30 de junho em que levam um pacote laboral ao Parlamento. Porém, apesar do desafio, o partido não liga estas medidas à viabilização do Orçamento do Estado.

O líder parlamentar do PCP considera que é “fundamental” que os socialistas viabilizem as propostas para “resolver problemas aos trabalhadores”, já que tem uma “pretensa preocupação” com a situação que vivem. “Esperamos que no dia 30 de junho efetivamente o PS faça corresponder o discurso à prática aprovando as iniciativas que o PCP vai levar à discussão“, desafia o comunista.

Contudo, a forma como o PS votar as propostas laborais dos comunistas não será determinante para a viabilização (ou não) do Orçamento do Estado para 2022: “Não é a aprovação pelo PS destes projetos de lei que o PCP apresenta que determinará o quer que seja em relação ao posicionamento do PCP sobre o Orçamento do Estado“, garante João Oliveira, justificando que, mesmo aprovadas estas propostas, “ficarão muitos outros problemas por resolver”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PCP desafia PS a ter “disponibilidade” para mudar lei laboral

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião