EDP quer recomprar antecipadamente até 400 milhões em títulos de dívida

Elétrica propõe aos investidores a recompra antecipada de dívida com maturidade entre 2022 e 2024. Aceita liquidar 400 milhões de um total de 3,2 mil milhões de euros.

A EDP está no mercado para recomprar dívida. A elétrica liderada por Miguel Stilwell d’Andrade propõe aos detentores de um conjunto de títulos o reembolso antecipado dos mesmos, estando disposta a liquidar até 400 milhões de euros no âmbito de uma estratégia com vista à redução do endividamento da empresa.

“Foi lançado um convite para apresentação de ofertas de venda em dinheiro dos valores mobiliários representativos de dívida”, diz a EDP em comunicado enviado à CMVM. Os títulos que a elétrica se propõe recomprar atingem a maturidade em 2022, 2023 e 2024, apresentando um montante total de 3,2 mil milhões de euros.

São estes os títulos alvo de oferta:

“Caso a EDP decida aceitar para compra valores mobiliários representativos de dívida no âmbito da oferta relevante, é expectável que tais aceitações não excedam um montante máximo global de 400.000.000 euros“, diz a empresa. Ou seja, pretende liquidar 12,5% do montante “vivo” dos títulos.

Os 400 milhões podem, no entanto, ser superados. A elétrica diz que este “é um valor apenas indicativo” e admite que “o montante global final a aceitar possa vir a ser quer superior ou inferior àquele”.

Esta operação vai permitir à EDP reduzir o seu endividamento. As ofertas “enquadram-se nas iniciativas destinadas a otimizar a carteira de passivos do Grupo EDP, utilizando liquidez disponível para reduzir o montante da sua dívida bruta como parte da estratégia de gestão da dívida do Grupo EDP“, refere a empresa.

A dívida da EDP teve, em 2020, a maior queda dos últimos 13 anos, tendo fechado 2020 em 12,2 mil milhões de euros (menos 11% do que em dezembro de 2019). A redução do endividamento foi explicada pela venda de duas centrais a gás, a carteira de clientes de retalho em Espanha e de seis centrais hídricas em Portugal e está em linha com a anterior estratégia da empresa.

(Notícia atualizada às 9h30 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP quer recomprar antecipadamente até 400 milhões em títulos de dívida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião