Meta dos 70% a 8 de agosto pode atrasar-se por 15 dias por falta de vacinas, diz Gouveia e Melo

Henrique Gouveia e Melo diz que tem havido uma "disponibilidade irregular" de vacinas, pelo que avisa que a meta de ter 70% da população vacinada com uma dose da vacina pode atrasar-se por 15 dias.

O coordenador do plano de vacinação contra a Covid-19 aponta que tem havido uma “disponibilidade irregular” de vacinas, pelo que considera “prudente” referir que a meta de ter 70% da população vacinada com, pelo menos, uma dose da vacina administrada, que estava prevista para 8 de agosto, pode atrasar-se por 15 dias.

Portugal está, neste momento, a administrar “de forma sistemática” 100 mil vacinas por dia e pode chegar às “140 mil vacinas” se forem alargados os horários dos centros de vacinação, explica Henrique Gouveia e Melo, em audição na Comissão na Saúde no Parlamento.

Nesse sentido, o vice-almirante garante que os problemas com a vacinação não estão relacionados com a “falta de capacidade dos nossos sistemas”, mas antes “porque não temos vacinas suficientes”. “Estamos a vacinar o máximo que podemos. Temos stocks limitados de vacinas”, afirma.

Assim, a “expectativa” de ter 70% da população vacinada com, pelo menos uma dose da vacina a 8 agosto pode estar “comprometida por duas vacinas”. “É prudente dizer que esta meta pode atrasar-se por 15 dias” se houver falta de vacinas, avisa.

Além disso, o coordenador da task force assinala que há “uma disponibilidade irregular de vacinas” o que faz com que haja trimestres que comecem com uma escassez de doses e que acabam com um ritmo superior, o que torna a gestão mais imprevisível.

Task force vai aumentar o ritmo de vacinação ao domingo

O vice-almirante aponta que há “uma grande quebra” no processo de vacinação, já que neste dia o ritmo de vacinação diminui drasticamente. Nesse sentido, a task force vai “aumentar o ritmo de vacinação” ao domingo. Além disso, Henrique Gouveia e Melo diz que a task force já conseguiu “puxar” o ritmo de vacinação nos outros dias, sendo que as quartas, quintas e sextas-feiras são os dias com maior vacinas administradas.

Em Portugal, há já mais de 4,6 milhões de portugueses vacinados com uma dose da vacina (o que representa 46% da população), dos quais mais de 2,9 milhões de cidadãos já completaram o processo de vacinação (29% da população), de acordo com o último relatório divulgado na terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

(Notícia atualizada às 11h07)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Meta dos 70% a 8 de agosto pode atrasar-se por 15 dias por falta de vacinas, diz Gouveia e Melo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião