Nas notícias lá fora: Bancos, Euro 2020 e viagens

  • ECO
  • 25 Junho 2021

Os bancos americanos preparam-se para recomprar ações e distribuir dividendos após terem passado no teste de stress da Reserva Federal. A Casa Branca proibiu a importação de painéis solares da China.

O Conselho Europeu desta quinta-feira foi aceso com os dois gigantes da União Europeia, Alemanha e França, a criticarem países como a Grécia — após Merkel já ter criticado Portugal — por aligeirarem as regras para visitantes que foram vacinados com as vacinas chinesas e russas, as quais ainda não foram aprovadas pelo regulador europeu. Em Espanha, o Governo quer proibir a privatização das casas detidas pelo Estado. E da China para a Europa: as empresas chinesas patrocinam o Euro 2020 para catapultar o reconhecimento das suas marcas a nível internacional.

Bloomberg

Merkel e Macron consideram travão a viagens de países com variante Delta

Angela Merkel e Emmanuel Macron criticaram a Grécia e outras nações por aceitarem livremente visitantes que foram vacinados com vacinas chinesas e russas, sinalizando a possibilidade de restrições adicionais nas viagens. Isto já que a vacina Sputnik, por exemplo, ainda não foi aprovada pela agência reguladora da União Europeia. Os líderes de França e Alemanha terão discutido uma potencial proibição de viagens de países onde a variante Delta da doença tem uma circulação desmedida, como o Reino Unido.

Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Financial Times

Bancos americanos preparam-se para recompra de ações após passarem testes de stress

A Reserva Federal norte-americana aliviou ainda mais as restrições aos dividendos e à recompra de ações (buybacks) para os maiores bancos dos Estados Unidos, após ter divulgado uma análise em que mostra a resiliência do capital dos bancos apesar de a pandemia ter gerado perdas de 500 mil milhões de dólares. O Financial Times diz que estes resultados abrem o caminho à recompra de ações e à distribuição de dividendos que é esperada há meses pelos investidores. Em reação, as cotadas do setor da banca estão a valorizar na negociação pré-abertura.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso pago e conteúdo em inglês)

Cinco Dias

Governo espanhol proibirá privatização do parque habitacional público

O Governo espanhol liderado por Pedro Sanchez vai proibir a privatização das casas que fazem parte do parque habitacional público que estão dedicadas ao arrendamento acessível. Essa proibição vai constar da lei do direito à habitação e incide sobre as comunidades autónomas e as autarquias que detêm essas casas, sendo que no ano passado locais como Madrid venderam habitação pública a privados. Em causa estão quase 300 mil casas em todo o país, mas mais vão ser construídas nos próximos anos com o financiamento europeu.

Leia a notícia completa no Cinco Dias (acesso livre e conteúdo em espanhol)

The Guardian

EUA proíbem indústria chinesa de painéis solares por causa de trabalho forçado

A Administração Biden impôs uma proibição na comercialização dos produtos de cinco empresas chinesas por causa de alegações sobre trabalho forçado em Xinjiang, nomeadamente uígures e outros grupos da minoria muçulmana na província chinesa. Em causa estão as importações de material necessário para fazer painéis solares provenientes de várias empresas chinesas. “Estas ações demonstram o nosso compromisso de impor custos adicionais à China por práticas cruéis e desumanas de trabalho forçado”, afirma a Casa Branca.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre e conteúdo em inglês)

CNBC

Empresas chinesas patrocinam Euro 2020 como aposta na internacionalização

As empresas chinesas Hisense, que já tinha patrocinado em 2016, e Alipay tornaram-se patrocinadoras do Euro 2020 este ano como parte de uma estratégia para aumentar a sua internacionalização, construindo a sua marca mundial. “As marcas chinesas não usam o futebol apenas para o marketing local (para vender os seus produtos aos consumidores chineses), mas também para abrir a novos mercados, especialmente na Europa”, diz Pierre Justo, diretor da consultora Kantar, à CNBC.

Leia a notícia completa na CNBC (acesso livre e conteúdo em inglês)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Bancos, Euro 2020 e viagens

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião