Há mais 2.362 casos, o maior aumento desde 13 de fevereiro. Morreram quatro pessoas

Lisboa confirmou 1.336 do total de novos casos. O Rt e as incidências aumentaram. Desde o início da pandemia o país soma 879.557 casos e 17.096 óbitos por Covid-19.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) identificou 2.362 novos casos de infeção por coronavírus, elevando o número total de infetados no país para 879.557. É o maior aumento de casos desde 13 de fevereiro, dia em que foram confirmados mais de 2.800 infetados. O boletim epidemiológico desta quarta-feira dá ainda conta de um total de 17.096 mortos com Covid-19, quatro nas últimas 24 horas. O Rt e a incidência da Covid-19 aumentaram.

Nas últimas 24 horas, 1.021 pessoas foram dadas como recuperadas, elevando o total para 828.990. Apesar do elevado número de novos recuperados, o número é inferior ao dos novos casos, não sendo suficiente para travar a subida dos casos ativos que agora se encontra nos 33.471 (mais 1.337).

A maior parte dos casos ativos encontra-se a recuperar em casa, contudo, o número de internados voltou a aumentar passando, novamente os 500. Estão internados 504 doentes com a infeção (mais 12), dos quais 120 em unidades de cuidados intensivos (mais um).

Boletim epidemiológico de 30 de junho:

Lisboa com mais de metade dos casos

Este é o maior número de novos casos desde 13 de fevereiro, dia em que o boletim confirmava 2.856 novos infetados, numa altura em que a vacinação ainda estava no início e o país estava confinado. Agora, a maioria dos novos casos registados foram, novamente, na região de Lisboa e Vale do Tejo (1.336). Também nesta região se confirmaram três dos quatro óbitos que ocorreram nas últimas 24 horas.

Os restantes casos foram confirmados no Norte (435), Algarve (254), Centro (224), Alentejo (64), Açores (35) e, a região com menor número de novos casos é a Madeira (14). Também na Madeira morreu uma pessoa com Covid-19 nas últimas 24 horas.

Matriz de risco:

Incidência nos 176 casos por 100 mil habitantes

Os dados da DGS mostram que Portugal está cada vez mais no “vermelho” – a caminhar para o extremo do risco. Esta quarta-feira, o boletim mostra uma subida quer no Rt (índice de transmissibilidade), quer na taxa de incidência.

O Rt subiu de 1,13 a nível nacional e 1,14 no continente para 1,14 e 1,15 respetivamente. Ou seja, em Portugal uma pessoa infetada vai contagiar, em média, 1,14 pessoas.

Já a taxa de incidência (média de novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias) deu um grande “salto”, passando de 158,5 a nível nacional e 161,7 no continente para 172,8 e 176,9 respetivamente.

(Notícia atualizada às 14h33)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Há mais 2.362 casos, o maior aumento desde 13 de fevereiro. Morreram quatro pessoas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião