Governo deixa 21 concelhos em alerta. Estão em risco de recuar no desconfinamento

São 21 os concelhos que, embora não tenham sido agora forçados a recuar no desconfinamento, estão em risco de o fazer na próxima revisão.

O Governo deixou 21 concelhos em alerta, anunciou a ministra de Estado e da Presidência após a reunião do Conselho de Ministros que se realizou esta quinta-feira. Caso registem um desempenho negativo, pela segunda vez consecutiva, terão de abrandar no desconfinamento, tendo em conta as novas regras divulgadas no início do mês.

Os 21 concelhos que ficaram em alerta têm mais de 120 ou 240 casos por 100 mil habitantes (120 para os municípios de alta densidade e 240 para os de baixa densidade) o que levou o Governo a deixá-los em alerta, para que as autarquias e a população tentem controlar rapidamente a propagação do vírus.

Na última semana estavam 19 concelhos em alerta. Desses Castro Daire, Chamusca e Constança recuperaram, acabando por sair da lista. Os outros 16 vão agora recuar no desconfinamento, inclusive o Porto. Mira e Olhão recuaram bruscamente no desconfinamento, tendo regras equivalentes às de Lisboa (as medidas mais rigorosas que se aplica no país).

No total são 21 os concelhos em alerta. Veja quais:

  • Albergaria-a-Velha
  • Aveiro
  • Azambuja
  • Cartaxo
  • Bombarral
  • Idanha-a-Nova
  • Ílhavo
  • Lourinhã
  • Matosinhos
  • Mourão
  • Nazaré
  • Óbidos
  • Salvaterra de Magos
  • Santo Tirso
  • Trancoso
  • Trofa
  • Vagos
  • Viana do Alentejo
  • Vila Nova de Famalicão
  • Vila Nova de Gaia
  • Viseu

Estes concelhos continuam na fase de 14 de junho do plano do Executivo de António Costa, como a maior parte do país, uma vez que o Governo decidiu continuar com estas regras e não avançar mais no desconfinamento devido ao agravamento da situação epidemiológica. Na próxima revisão estes municípios podem ter mesmo de abrandar e, consequentemente, regras mais apertadas serão aplicadas, avisou Mariana Vieira da Silva.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo deixa 21 concelhos em alerta. Estão em risco de recuar no desconfinamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião