Soares de Oliveira admite corte de salários dos jogadores se o Benfica não for à Champions

O CEO do Benfica revelou em entrevista à TVI24/ECO que o apuramento para a próxima edição da Liga dos Campeões será necessário para evitar possíveis cortes no plantel principal das águias.

Domingos Soares de Oliveira, CEO do Benfica, diz que falhar o apuramento para Liga das Campeões da próxima temporada poderá significar cortes no plantel encarnado, nos salários ou no número de jogadores. Em entrevista à TVI24/ECO, o administrador diz, no entanto, que acredita que a presença do clube na prova europeia está dentro das possibilidades.

“Quero acreditar que aquilo que nos aconteceu no ano passado é algo de anormal [falhar o apuramento à Champions]. Acreditamos que se tivermos dois jogos nas eliminatórias conseguiremos passar. Temos confiança“, começou por referir.

Contudo, se o objetivo não for cumprido, as ‘águias’ terão de recorrer a um “plano B”, que de acordo com Soares de Oliveira consiste em fazer cortes no plantel. “Pode ser necessário reduzir a massa salarial. Ou baixamos os salários, o que foi feito noutros clubes, ou reduzimos o número de jogadores que têm contrato com o clube“, explicou.

Quando questionado sobre a política de transferências da próxima temporada, Domingos Soares de Oliveira foi perentório na sua resposta, salientando que o clube não gastará novamente 100 milhões de euros como aconteceu na época anterior e, desta vez, focar-se-á em contratações “cirúrgicas”.

“Não posso pôr o valor em cima da mesa, mas obviamente que não vamos gastar 100 milhões de euros. O que posso garantir é que serão poucas e cirúrgicas as contratações que vão ser feitas“, referiu o administrador da SAD encarnada.

Por fim, abordando a temática da venda de jogadores, Soares Oliveira referiu que, para além de Pedrinho (vendido por 18 milhões ao Shakhtar Donetsk), o emblema encarnado está na iminência de vender mais dois atletas do plantel, mas sem revelar os seus nomes.

De recordar ainda que o CEO do Benfica também anunciou na mesma entrevista o lançamento de um empréstimo obrigacionista de 35 milhões de euros por parte do clube, que poderá ser subscrito já na próxima semana. Segundo o próprio, o reembolso desta emissão será feita daqui a três anos, mais especificamente no dia 28 de julho de 2024.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Soares de Oliveira admite corte de salários dos jogadores se o Benfica não for à Champions

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião