Rui Costa assume presidência do Benfica

Decisão surge após Luís Filipe Vieira ter suspenso as funções enquanto presidente do Benfica, na sequência da Operação "Cartão Vermelho".

Depois de Luís Filipe Vieira ter suspenso as funções enquanto presidente do Benfica, na sequência da Operação “Cartão Vermelho”, o cargo é assumido, com efeitos imediatos, por Rui Costa. O antigo jogador do clube dos encarnados desempenhava, até então, as funções de vice-presidente.

“O Sport Lisboa e Benfica informa que, nos termos que se encontram estatutariamente previstos e em virtude da comunicação realizada hoje pelo Presidente da Direção, Luís Filipe Vieira, o Vice-Presidente Rui Manuel César Costa, assume, com efeitos imediatos, a Presidência do Sport Lisboa e Benfica, nos termos da alínea a do número 3 do artigo 61 dos estatutos do Clube”, lê-se no comunicado publicado no site do Benfica.

A suspensão de Luís Filipe Vieira das funções como presidente do Benfica, e nas participadas do clube, teve efeitos imediatos e enquanto o inquérito for um “fator de perturbação” no exercício dos cargos, segundo foi explicado num comunicado do próprio, lido pelo advogado Magalhães e Silva.

A SAD do Sport Lisboa e Benfica já reagiu também, adiantando que o “Conselho Fiscal da Benfica SAD suspendeu o Presidente do Conselho de Administração, Luís Filipe Vieira, em conformidade com o disposto no número 1, alínea b) do artigo 400.º do Código das Sociedades Comerciais (“CSC”), na sequência de um pedido que lhe foi dirigido pelo mesmo, tendo em consideração que se encontra em curso um inquérito no âmbito de uma investigação criminal que o envolve e no contexto da qual foi detido”, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Desta forma, “encontram-se suspensos todos os poderes, direitos e deveres do Presidente do Conselho de Administração, Luís Filipe Vieira, exceto os deveres que não pressuponham o exercício efetivo de funções”, sinaliza a SAD. Durante o período de suspensão, é Rui Costa que desempenha as funções de Presidente do Conselho de Administração.

Luís Filipe Vieira foi um dos quatro detidos numa investigação que envolve negócios e financiamentos superiores a 100 milhões de euros, com prejuízos para o Estado e algumas sociedades, em que estão indiciados de “crimes de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento”.

O Ministério Público deverá pedir a prisão preventiva para Luís Filipe Vieira, sendo que o procurador Rosário Teixeira teme perigo de fuga do dirigente desportivo.

SAD admite prolongar prazo para investidores desistirem das ordens de compra das obrigações

A detenção do presidente do Benfica chegou na semana em que arrancou a emissão de 35 milhões de euros de obrigações pela SAD, que admite agora prolongar o prazo para os investidores desistirem das ordens de compra das obrigações. As ordens podem ser revogadas até dia 16 de julho.

“A Benfica SAD informa ainda que, como já indicado no comunicado divulgado em 7 de julho de 2021, será solicitada a aprovação pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários de uma adenda ao prospeto aprovado em 1 de julho de 2021″, adiantam, no comunicado enviado à CMVM.

“Nos termos já previstos nesse prospeto, conforme vier a ser alterado pela mencionada adenda, os investidores que já tenham transmitido as suas ordens de subscrição poderão revogá-las ou modificá-las até 16 de julho de 2021 ou até três dias após a data de aprovação da adenda, caso esta venha a ser aprovada após 13 de julho de 2021″, explicam.

A notícia da detenção também obriga o clube a prestar informação adicional aos investidores, podendo mexer com o seu apetite pela operação. No prospeto, o Benfica avisava que “qualquer processo de natureza judicial, arbitral ou administrativa pendente ou que venha a ser instaurado no futuro contra o Emitente, tendo em consideração, nomeadamente, aspetos tais como a respetiva relevância e duração, poderá ter impactos na reputação e imagem do emitente e implicar consequências adversas a vários níveis no desenvolvimento das suas atividades.”

(Notícia atualizada às 19h50)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rui Costa assume presidência do Benfica

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião