Gestão de Ramalho “teve postura que não é de salutar e merece a crítica”, diz relatório do Novo Banco

Relatório preliminar da comissão de inquérito ao Novo Banco identificou "práticas que não eram saudáveis" e que foram "aportadas" pelo acionista americano Lone Star.

O relatório preliminar do inquérito ao Novo Banco também deixa críticas à administração de António Ramalho: teve uma postura que “não é de salutar e merece a crítica” da comissão parlamentar, segundo declarou Fernando Anastácio, deputado relator, na apresentação do documento.

Neste capítulo, um dos pontos que mereceu reparos teve a ver com a venda de carteiras de malparado de grandes devedores. “O presidente da Caixa veio cá dizer que era uma opção os grandes devedores não irem para venda em pacote por causa de risco moral”, começou por explicar o deputado.

O problema: “O Novo Banco anunciou há dias que vai fazer outra vez, não percebe o risco de reputação com estas vendas”, acrescentou. Anastácio citou uma notícia do ECO, que avançou esta segunda-feira que o banco colocou à venda uma carteira de malparado no valor de 640 milhões de euros com dívidas de grandes devedores. Outros bancos estão no mercado com operações de malparado.

O relatório preliminar, que ainda vai ser objeto de alterações até à votação final, prevista para a próxima semana, identificou ainda uma “atitude de otimizar as chamadas de capital” junto do Fundo de Resolução, segundo Fernando Anastácio.

Por outro lado, também concluiu que os responsáveis do Novo Banco não tiveram “vontade ou capacidade” para desfazer as dúvidas em relação a quem define toda a estratégia do banco, nomeadamente ao nível do acionista Lone Star, notou o deputado socialista.

“Há uma certa desconfiança na sociedade portuguesa em relação à Lone Star” e o facto de ninguém ter esclarecido o papel dos americanos “aumenta a desconfiança”, sublinhou o deputado relator, levantando dúvidas em relação a partes relacionadas.

Anastácio disse ainda que não há qualquer recomendação dirigida à administração do Novo Banco.

(Notícia atualizada às 12h18)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gestão de Ramalho “teve postura que não é de salutar e merece a crítica”, diz relatório do Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião