CIP quer mais apoios, mais duradouros e que cheguem às empresas

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) apela para que o Governo crie mais apoios, que estes sejam mais duradouros, e que cheguem efetivamente às empresas.

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) defende “apoios mais robustos à economia portuguesa”, considerando “crítico” que “as medidas se mantenham por tempo suficiente” e “cheguem às empresas”. A CIP entende ainda que “é tempo de Portugal ter também instrumentos dirigidos ao reforço do capital das empresas, como sucede noutros países”.

Num comunicado, a CIP apoia-se em afirmações recentes do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que apelou ao crescimento do país e à convergência com a média europeia, evitando-se a “cauda da Europa”. “A CIP reafirma que o progresso económico, social e humano não tem ideologia”, destaca o organismo liderado por António Saraiva.

Nesse sentido, para a CIP, “devemos olhar no imediato para a concretização do Plano de Recuperação e Resiliência, alertando que o tempo das medidas de política económica não se coaduna com o tempo das empresas”.

“O Governo tem de passar rapidamente do plano à concretização, uma vez que, nos próximos nove anos, Portugal terá de executar, em média, mais de seis mil milhões de euros anuais de fundos europeus, incluindo o PRR, contra os três mil milhões que tem vindo a executar nos melhores anos”, remata a CIP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CIP quer mais apoios, mais duradouros e que cheguem às empresas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião