BCP puxa por Lisboa em dia sem brilho da família EDP

Títulos do BCP e Galp Energia mantiveram a bolsa de Lisboa no verde, enquanto as cotadas da família EDP impediram uma subida mais expressiva do índice.

Lisboa encerrou a primeira sessão da semana em “terreno” positivo, animada pelas ações do BCP que valorizaram mais de 4%. Pelo contrário, a impedir uma subida mais acentuada do índice estiveram as cotadas da família EDP. Lisboa contrariou, assim, a tendência negativa registada no resto dos mercados europeus.

O PSI-20 subiu 0,49% para 5.100,90 pontos, naquela que foi a quinta sessão consecutiva de ganhos, com oito cotadas no “vermelho” e 10 no “verde”. A dar impulso ao índice esteve o BCP ao disparar 4,15% para 0,128 euros, recuperando da perda observada na abertura das bolsas, no rescaldo dos prejuízos do Bank Millennium.

Já depois do fecho dos mercados, o banco liderado por Miguel Maya apresentou as suas contas, revelando uma forte quebra nos lucros, de mais de 80%, exatamente por causa do banco polaco. Ainda assim, teve lucros de 12 milhões.

Ainda a impulsionar o índice esteve a Galp Energia ao valorizar 1,92% para 8,508 euros, animada pelos resultados apresentados antes da abertura das bolsas. A petrolífera regressou aos lucros, registando um ganho de 166 milhões de euros.

Nas subidas, destaque ainda para a Altri que somou 1,64% para 1,27% e para as ações da Navigator que apresentaram uma valorização de 1,21% para 3,004 euros.

No lado oposto, a impedir uma subida mais expressiva do índice estão as cotadas da família EDP: a EDP caiu 0,81% para 4,532 euros e a EDP Renováveis desvalorizou 1,05% para 20,76 euros. Destaque ainda para a Jerónimo Martins que perdeu 0,69% para 16,565 euros e para a Semapa que caiu 0,52%.

Lisboa contrariou, assim, a tendência de descidas observada no resto da Europa, num dia em que o índice de referência Stoxx 600 caiu 0,08% para 461,14 pontos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP puxa por Lisboa em dia sem brilho da família EDP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião