Gasolina é 26 cêntimos por litro mais cara em Portugal do que em Espanha. Culpa é dos impostos, diz a ERSE

São mais 26 cêntimos/litro na gasolina e mais 18 cêntimos/no gasóleo. "O peso fiscal em Portugal justificou a prática de preços mais caros do que em Espanha no segundo trimestre de 2021", diz a ERSE.

Entre abril e junho de 2021, abastecer o depósito do carro com gasolina 95 simples custou mais 26 cêntimos por litro em Portugal do que em Espanha. E a culpa é sobretudo dos impostos, diz a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, que atiraram os preços em bomba para 1,602 euros/litro face a 1,346 euros/litro.

No gasóleo, diz o regulador, também este combustível ficou este ano 19 cêntimos por litro mais caro do lado de cá da fronteira: 1,393 euros/litro face a 1,206 euros/litro.

“A carga fiscal aplicada nos dois países explicou a prática de preços médios de venda no mercado nacional superiores aos preços médios praticados em Espanha”, refere o mais recente Boletim dos Preços Médios dos Combustíveis praticados na UE-27 da ERSE.

De acordo com esta análise detalhada, no segundo trimestre do ano Portugal registou na gasolina “um preço médio de venda sem impostos mais baixo do que em Espanha [0,634 euros/litro face a 0,639 euros/litro]”, mas “a carga fiscal aplicada em Portugal (60%) justificou a menor competitividade dos preços no contexto da Península Ibérica”,

“Desconsiderando o efeito fiscal, o preço médio da gasolina no mercado nacional foi inferior em cerca de 1 cêntimo por litro aos valores praticados em Espanha”, cuja carga fiscal é cerca de 8 pontos percentuais inferior por comparação com Portugal.

Nos último três meses, Portugal apresentou assim um preço médio de venda da gasolina 21 cêntimos mais caro face à média europeia, enquanto nos preços antes de impostos o país está apenas 5 cêntimos acima dos valores praticados na UE. De novo, a explicação está na carga fiscal: 60% no mercado nacional, face à média registada na UE-27 (57%), a Espanha (52%), à Alemanha (59%) e à Bélgica (59%).

“Portugal situa-se na quinta posição dos países que vendem gasolina 95 simples mais cara na UE-27, sendo que o preço praticado corresponde a uma diferença de 56 cêntimos/litro e de 17 cêntimos/litro face ao país com os preços mais baratos [Bulgária] e ao país com os preços mais caros [Países baixos], respetivamente”, diz a ERSE.

Na UE-27 o preço médio de venda sem impostos da gasolina aumentou 7,1 cêntimos por litro do 1º para o 2º trimestre do ano, enquanto no gasóleo esta subida foi de 5,2 cêntimos/litro.

No gasóleo, os preços médios de venda em Portugal estiveram então 19 cêntimos por litro mais caros do que em Espanha no segundo trimestre. No entanto, fora a carga fiscal, o preço médio nacional deste combustível esteve alinhado aos valores espanhóis, com uma diferença inferior a 0,1 cêntimos/litro.

No diesel, a carga fiscal no mercado português foi de 56% no trimestre em análise, acima da média registada na UE-27 (52%), em Espanha (49%), Grécia (51%), Alemanha (51%) e Países Baixos (55%).

Portugal está na sexta posição dos países que vendem gasóleo simples mais caro na UE-27: 38 cêntimos por litro mais caro do que na Bulgária, 21 cêntimos/litro mais caro do que a média europeia, mas 20 cêntimos mais barato do que na Suécia (país mais caro). Na Europa Ocidental, Espanha praticou o preço mais barato no gasóleo simples.

 

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gasolina é 26 cêntimos por litro mais cara em Portugal do que em Espanha. Culpa é dos impostos, diz a ERSE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião