Hoje nas notícias: Ferrovia, Lusoponte e a marquise de CR7

  • ECO
  • 29 Julho 2021

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

O ministro Pedro Nuno Santos acredita que chegou a hora de a rodovia ajudar no financiamento da ambição ferroviária do Governo. A notícia é uma das que marcam a atualidade. Noutros jornais, destaque para o diferendo entre Cristiano Ronaldo e a Câmara Municipal de Lisboa, por causa da marquise alegadamente construída sem autorização.

Ministro quer rodovia a “financiar a ferrovia”

O ministro das Infraestruturas mudou de opinião e já não defende a separação da rodovia e da ferrovia, por via da cisão da Infraestruturas de Portugal (IP). Em entrevista ao Público, Pedro Nuno Santos assume que o motivo deste recuo é “de financiamento”: “As concessões rodoviárias vão começar a chegar ao seu término. A IP vai começar a ter um volume de receita, fruto da rodovia, muito considerável.” Ora, depois de o país “ter andado décadas a financiar a rodovia”, o ministro entende ter chegado “a hora de a rodovia ajudar a financiar a ferrovia”, revelou.

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Ronaldo tem 15 dias para mudar marquise no apartamento de Lisboa

Após realizar uma vistoria à obra, em 1 de julho, a Câmara Municipal de Lisboa notificou Cristiano Ronaldo, no passado dia 21 de julho, para que proceda “à reposição da legalidade urbanística”, dando um prazo de 15 dias para o jogador alterar a marquise construída no terraço do seu apartamento, em Lisboa. Significa isto que, segundo a autarquia, Cristiano tem de “repor as condições existentes antes da execução dos trabalhos [da marquise] verificados agora pela vistoria”. A Câmara de Lisboa disse ainda que “a intervenção na cobertura, tendo sido realizada sem autorização [camarária], está sujeita a abertura de processo de contraordenação, o qual já está a seguir a sua tramitação nos serviços” da autarquia.

Leia a notícia completa no Correio da Manhã (acesso condicionado).

Abandono no Superior leva a perdas de 37 milhões em propinas

O abandono de milhares de estudantes no Ensino Superior significou perdas de 37 milhões de euros em propinas no último ano. O ex-presidente do Sindicato Nacional do Ensino Superior, Gonçalo Velho, defende que as instituições universitárias sejam compensadas pelas dificuldades de financiamento que tiveram em 2020. “Quando estamos numa situação de crise social, ainda não sabemos até que ponto é que as instituições vão insistir em ter um modelo de ensino misto no próximo ano letivo, tudo isto pode levar ao aumento de abandono como vimos até aqui”, acrescentou.

Leia a notícia completa no Inevitável (ligação indisponível).

Mota-Engil e Vinci vão gerir Lusoponte sem dívida

Mota-Engil e Vinci estão em vias de se tornarem acionistas únicos da Lusoponte, depois de terem formalizado junto da Atlantia a intenção de exercerem o direito de preferência para a compra dos 12,21% detidos pelo grupo italiano. As duas empresas ficarão a gerir uma Lusoponte em vias de liquidar a sua dívida bancária: estão previstos este ano dois pagamentos de 14,681 milhões de euros cada, que permitirá à concessionária das pontes sobre o Tejo (25 de Abril e Vasco da Gama) finalizar o reembolso da sua dívida bancária. A concessão acaba em março de 2030.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso pago).

Afogamentos em rios são mais do dobro dos ocorridos no mar

Nos primeiros seis meses do ano, morreram em Portugal por afogamento um total de 46 pessoas. Deste número, 21 das vítimas morreram em rios, mais do dobro das nove que morreram no mar. Estes dados fazem parte do relatório semestral do Observatório do Afogamento da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores. Todas as mortes aconteceram em locais sem vigilância, sendo que a maioria não foi sequer alvo de tentativas de salvamento nem tampouco presenciada.

Leia a notícia completa no Jornal de Notícias (acesso condicionado).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Ferrovia, Lusoponte e a marquise de CR7

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião