Ciberataques crescem 36% em seis meses na Europa, Médio Oriente e África

  • Lusa e ECO Seguros
  • 30 Julho 2021

O conjunto Europa, Médio Oriente e África apresentou o maior crescimento nos ataques informáticos em 6 meses, seguido pelas Américas e pela região da Ásia-Pacífico.

A região da Europa, Oriente Médio e África (EMEA) registou aumento de 36% nos ciberataques, em seis meses, o maior crescimento a nível global, que, no total, registou um incremento de 29%, revelou a Check Point Reserach, unidade da empresa fornecedora de soluções de cibersegurança.

De acordo com o relatório semestral sobre a atividade criminosa Cyber Attack Trends: 2021 Mid-Year Report, a região EMEA apresentou o maior crescimento (36%) nos ataques informáticos, seguida pelas Américas (34%) e pela região da Ásia-Pacífico (13%).

Este ano, as organizações localizadas nos EUA sofreram uma média de 443 ataques semanais, um aumento de 17% em comparação com o início de 2021. Enquanto a Europa assistiu a incremento de 27%, a região EMEA, a média semanal de ataques por organização foi de 777, o que representa um aumento de 36%. As organizações da Ásia e Pacífico registaram 1338 ataques semanais (+13%), a comparar com mais 19% na América Latina.

“Este ano, assistimos também à emergência de uma nova técnica de ransomware, a ‘Tripla Extorsão’. Embora tenha havido operações contra o cibercrime bem-sucedidas à escala internacional, como foi o caso da eliminação do botnet Emotet, os agentes maliciosos continuam a lançar ataques sofisticados que se aproveitam das cadeias segundo as quais se organizam as empresas para causar disrupção em massa,” destaca a companhia.

Globalmente, o número de ataques dirigidos a organizações com intenção de reclamar resgate (ransomware) cresceu 93%.

Cada vez mais, além de roubo de dados sensíveis das organizações com ameaça de os divulgar publicamente, contra o pagamento, os atacantes estão agora a visar os clientes e/ou parceiros comerciais das organizações exigindo-lhes também um resgate.

Nas predições para a segunda metade de 2021, o “ransomware continuará a crescer”, antecipa resumo do relatório.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ciberataques crescem 36% em seis meses na Europa, Médio Oriente e África

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião