Ageas compra dois edifícios de escritórios em Lisboa

Em causa estão dois edifícios de escritórios, um no Marquês de Pombal e outro no Parque das Nações. Seguradora quer ser referência no imobiliário nacional.

O Grupo Ageas Portugal adquiriu dois edifícios de escritórios em Lisboa, ambos totalmente arrendados, naquela que representa a estratégia da seguradora em “construir uma carteira de escritórios de referência”.

No número 23 da Avenida Alexandre Herculano, na zona do Marquês de Pombal, está um dos imóveis comprados — o “Classique” –, que conta com uma área de 2.250 metros quadrados e 42 lugares de estacionamento. A outra aquisição trata-se do “Cais”, um edifício no Parque das Nações, com 4.900 metros quadrados e 118 lugares de estacionamento, detalha a Ageas, em comunicado enviado esta segunda-feira.

Edifício “Cais”, no Parque das Nações.

“Com o objetivo de desenvolver uma estratégia de investimento sustentável e gerir ativamente os respetivos imóveis, os dois edifícios adquiridos já se encontram totalmente arrendados”, refere a seguradora. Estas operações inserem-se “numa estratégia mais ampla de reforço do investimento imobiliário em Portugal, iniciada com o desenvolvimento do novo edifício-sede da empresa no Parque das Nações”.

A juntar a todos os imóveis já adquiridos, onde se incluem os dois novos edifícios-sede do Grupo Ageas em Lisboa e Porto, e outros em estudo, o Grupo Ageas Portugal será, até ao final do ano, proprietário de cerca de dez edifícios de escritórios, representando cerca de 60.000 metros quadrados. Isto é resultado de um investimento total de 500 milhões de euros da seguradora no mercado imobiliário português até ao fim do ano 2021.

“Acreditamos que os nossos edifícios são dotados de características procuradas como um ambiente de trabalho de alta qualidade e uma localização privilegiada, refletindo-se nas várias transações de arrendamento”, diz Gilles Emond, responsável de imobiliário do Grupo Ageas Portugal, citado em comunicado. O responsável reafirma a “ambição” de serem “referência como investidores responsáveis em Portugal”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ageas compra dois edifícios de escritórios em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião