Estas são as 16 “regras” da DGS para ter um verão mais seguro

Sob o mote “Não dê férias à segurança”, a AML e a DGS lançaram uma campanha de sensibilização para que os portugueses tenham uma época balnear mais segura. Conheça as 16 "regras" a cumprir.

A Autoridade Marítima Nacional e a Direção-Geral da Saúde (DGS) lançaram uma nova campanha, com o intuito de sensibilizar os portugueses para os cuicados a ter nesta época balnear. Evitar as horas de maior calor, utilizar protetor solar e manter o distanciamento entre toalhas são algumas das 16 recomendações.

Sob o mote “Não dê férias à segurança”, esta campanha tem por objetivo incentivar os cidadãos a terem comportamentos mais seguros, por forma a reduzir os acidentes. Desde o incío desta epóca balnear, “já ocorreram nove acidentes mortais, sendo a causa provável na larga maioria das situações, doença súbita” alerta a DGS, em comunicado. Entre as situações mais frequentes sinalizadas por estas entidades estão “situações como paragens da digestão, choque térmico, desidratação ou paragem cardiorrespiratória”.

Neste contexto, as autoridades emitiram um conjuntos de 16 recomendações, que vão desde os habituais conselhos para se evitarem as horas de maior exposição solar, frequentar praias vigiadas ou não deitar lixo para o chão, como outros mais dirigidos para conteção da Covid-19, como manter o distanciamento físico ou a utilização de máscara até ao areal. Estas são as “regras” a cumprir para ter um verão seguro:

  1. Evite as horas de maior exposição solar (11h-16h);
  2. Aplique protetor solar (FP>30)a cada duas horas;
  3. Frequente as praias vigiadas;
  4. Verifique a taxa de ocupação das praias na aplicação InfoPraia e opte por praias vigiadas com taxa de ocupação baixa;
  5. Respeite a sinalização das praias e opte por praias com menor taxa de ocupação;
  6. Circule de acordo com as indicações;
  7. Utilize máscara na deslocação até ao areal;
  8. Respeite a distância de 1,5m entre toalhas e 3m entre chapéus de sol;
  9. Mantenha o distanciamento físico;
  10. Siga as indicações dos nadadores-salvadores e dos agentes de autoridade;
  11. Esteja sempre atento às crianças, principalmente dentro ou perto de água;
  12. Proteja-se e evite arribas instáveis;
  13. Mergulhe com segurança. Tenha em atenção a profundidade do local/ zona em que mergulha;
  14. Opte por refeições ligeiras e respeite os períodos de digestão;
  15. Não deixe lixo na praia;
  16. Em caso de emergência não entre na água. Chame o nadador-salvador ou ligue 112.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estas são as 16 “regras” da DGS para ter um verão mais seguro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião