Menos de metade dos jovens com 16 e 17 anos agendaram vacinação contra a Covid-19

O autoagendamento da vacinação contra a Covid-19 para os jovens desta faixa etária só estava disponível até sexta-feira. Cerca de 101.900 fizeram a marcação, avança a task force.

Cerca de 101.900 jovens de 16 e 17 anos propuseran o autoagendamento da sua vacinação contra a Covid-19 até às 23h59 desta sexta-feira, indicou a task force. Em causa está um universo total de cerca de 212 mil jovens.

Desde terça-feira que o auto agendamento está disponível para os jovens da referida faixa etária, tendo, em paralelo, a entidade liderada por Henrique Gouveia e Melo decidido suspender temporariamente a possibilidade de marcação da vacina para os demais grupos etários, entretanto reativada. A partir deste sábado, os utentes com 18 anos e idades superiores voltam a poder fazer o autoagendamento da sua vacinação, ficando vedada, em contrapartida, essa possibilidade aos mais jovens.

Ou seja, o autoagendamento para os jovens de 16 e 17 anos terminou esta sexta-feira (a partir de sábado, já não conseguirão fazer marcações) e a task force indica que 101.900 calendarizaram a sua vacinação. Tendo em conta que o INE contabiliza este universo em 212 mil jovens, apenas 48% fez a marcação. A vacinação destes utentes irá decorrer no fim de semana de 14 e 15 de gosto.

Na sexta-feira, o coordenador da task force reconheceu que aquelas datas podem ser “inconvenientes” para quem está de férias, mas salientou que “não se está a pensar noutra janela de oportunidade“. Ainda assim, Gouveia e Melo admitiu que, se não for possível vacinar os 200 mil jovens elegíveis, terá de ser encontrar “outra estratégia”, nomeadamente “contacta-los através das bases de dados”.

De acordo com o Ministério da Saúde, Portugal atingiu, na sexta-feira, a meta de ter 70% da população vacinada com, pelo menos, uma dose da vacina.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Menos de metade dos jovens com 16 e 17 anos agendaram vacinação contra a Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião