Grupo EDP brilha, mas PSI-20 desce. Greenvolt soma 10,6% no mês de estreia na bolsa

Após sete sessões consecutivas em alta, o PSI-20 fechou ligeiramente em baixa. O destaque desta segunda-feira é a Greenvolt que completou o seu primeiro mês na bolsa nacional.

Influenciadas pela desilusão com dados económicos da China, as bolsas europeias fecharam em baixa esta segunda-feira, incluindo-se o PSI-20. O principal índice português desvalorizou ligeiramente, interrompendo um ciclo de sete sessões consecutivas de ganhos. Este dia marca um mês desde que a Greenvolt se estreou na bolsa nacional, acumulando desde então um ganho de 10,6%.

O PSI-20 deslizou 0,02% para os 5.220,34 pontos, fechando praticamente sem alterações. As quedas foram mais acentuadas nas outras praças europeias: o Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, desvalorizou 0,6%, o alemão DAX cedeu 0,5%, o francês CAC perdeu 0,9% e o britânico FTSE e o espanhol IBEX caiu 1%.

Em Lisboa, apenas seis cotadas fecharam em alta com todas as restantes em queda. O destaque vai para o grupo EDP que contrariou a tendência negativa: a EDP Renováveis subiu 1,96% para os 20,8 euros e a EDP valorizou 1,09% para os 4,55 euros.

Entre as quedas, o destaque vai para o BCP cujas ações desvalorizaram 2,83% para os 12,35 cêntimos. Outras cotadas como a Ibersol, a Mota Engil, a Semapa e a Galp Energia também caíram pelo menos 1%.

Fora do PSI-20 mas dentro da praça portuguesa, é de referir a Greenvolt, a última empresa portuguesa a ser cotada em bolsa. A empresa liderada por João Manso Neto cedeu 0,42% para os 4,7 euros na sessão desta segunda-feira a qual marca um mês desde a sua estreia no PSI Geral.

Apesar desta queda, a cotada acumula um ganho de 10,6% desde o IPO em que as ações foram cotadas a 4,25 euros. Face aos 4,66 euros do fecho a 16 de julho, a valorização é de 0,85%. O pico deste primeiro mês foi os 5,3 euros por título, logo no primeiro dia de negociação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Grupo EDP brilha, mas PSI-20 desce. Greenvolt soma 10,6% no mês de estreia na bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião